Sou Pro

Qual é o custo de um trabalhador para a empresa?

Mulher com camisa branca usando laptop no escritório

Numa altura em que todos os gastos são críticos para as empresas, é importante saber quanto custa cada colaborador. Feitas as contas, os trabalhadores representam uma das maiores parcelas na lista de custos fixos, mas a remuneração é apenas uma parte desse valor. 

Para calcular o custo mensal de um trabalhador para a sua empresa, siga este guia:

1# Calcular o salário base, a 14 meses

Imagine que o salário bruto (ou ilíquido) de um colaborador é de 1.000€. Qual é o salário base mensal? 

Não é de 1.000€, são 1.167 €. É necessário considerar 14 meses nas contas, os 12 meses do ano mais 1 mês de férias de verão e 1 mês de natal.  Estes dois meses são os chamados subsídios.

Este salário base é uma métrica importante, porque todos os cálculos seguintes assentam neste número, e não no salário bruto acordado com o colaborador

  • Como calcular o salário base: Salário bruto x 14 / 12
  • Neste exemplo: 1.000€ x 14 meses / 12 = 1.167€

2# Some as contribuições para a segurança social (TSU)

A Taxa Social Única (TSU) é a contribuição paga mensalmente à Segurança Social. No total, a TSU corresponde a 34,75% do salário bruto, sendo que cabe às empresas pagar uma taxa de 23,75% e aos funcionários os restantes 11%.

As contas para apurar as contribuições para a segurança social para a empresa:

  • Calcular a TSU mensal para a empresa: Salário base x 23.75 %
  • Neste exemplo: 1.167€ x 23.75% = 277 €
  • Somado ao salário base, o custo mensal do colaborador já soma 1.167 € + 277€, ou seja 1.444 €

3# Acrescente o seguro de acidentes de trabalho

Obrigatório para todas as empresas sem exceção, independentemente da dimensão e número de trabalhadores, o seguro de acidentes de trabalho é mais um custo a contabilizar com os colaboradores. O valor pode variar em função da apólice contratada, do risco inerente à profissão exercida, entre muitos outros fatores, mas em média é de 1% do salário base.

Como calcular o seguro de acidentes de trabalho:

  • Valor mensal do seguro de acidentes de trabalho: 1% x salário base
  • Neste exemplo: 1% x 1.167€ = 11,67€
  • Custo mensal para a empresa: 1.455€

4# Não se esqueça dos subsídios de alimentação

Os subsídios de alimentação até 4,27 euros por dia estão isentos de IRS e TSU. Se forem pagos em cartão pré-pago, esse limite sobe para 6.83€. Para calcular o valor mensal, basta multiplicar uma média de 21 dias de subsídio de alimentação por mês, por 11 meses (não se contabiliza o mês de férias) e dividir pelos 12 meses do ano.

Aqui ficam as contas:

  • Fórmula: subsídio de alimentação € x 21 dias x 11 meses /12 
  • Valor mensal do subsídio de alimentação: 6.83 € x 21 dias x 11 meses /12 = 131 €
  • Custo mensal para a empresa: somado ao valor anterior 1.455€ + 131 € = 1.587 €

5# Some o fundo de compensação

O Fundo de Compensação do Trabalho (FCT) é um fundo gerido pela Segurança Social. Acresce mais 1% ao salário base

  • Custo para empresa: Salário base x 1%
  • Neste exemplo: 1% x 1.167€ = 11,7 €
  • Custo mensal para a empresa: 1.587 + 11,7 € = 1.599€

O custo por ano para a empresa é este montante multiplicado por 12 meses, 19 186€.

6# O custo total de um trabalhador para a empresa

Resumindo, se acordou com o colaborador um salário bruto de 1.000€ por mês, o custo mensal do trabalhador para a empresa é de 1.599 €, ou seja, cerca 60% superior.

Considerando que este colaborador é solteiro e não tem filhos, o valor líquido (descontado de IRS e Segurança Social) que o funcionário vai receber é de 899,31€ ou, considerando que recebe 14 meses, de 1.047€.

Por isso, ao contratar:

  • Tenha em conta que o custo para a empresa é, em média, cerca de 60% ao salário bruto definido com o trabalhador;
  • E cerca de 78% superior ao valor líquido que o funcionário vai receber.

Aqui fica um resumo simples para diferentes cenários de salário bruto:

Salário bruto800 €1 000 €1 200 €1 500 €2 000 €
Salário base (14 meses)933 €1 167 €1 400 €1 750 €2 333 €
TSU (23.75%)222 €277 €333 €416 €554 €
Seguro de acidentes (1%)9 €12 €14 €18 €23 €
Fundo de Compensação (1%)9 €12 €14 €18 €23 €
Subsídio de alimentação (6.83€/dia, 21 dias)131 €131 €131 €131 €131 €
Custo para a empresa, por mês1 305 €1 599 €1 892 €2 332 €3 066 €
Custo para a empresa, por ano1 317 €1 611 €1 904 €2 344 €3 078 €
Salário líquido (solteiro, sem filhos, no Continente)866 €1 046 €1 227 €1 498 €1 949 €
Salário líquido por ano10 390 €12 557 €14 724 €17 975 €23 393 €

Está a pensar contratar? Estes são os tipos de contrato de trabalho que existem

Mesmo para uma empresa pequena com poucos colaboradores, o custo fixo relacionado com a equipa pode tornar-se significativo. 

Imagine que tem 5 colaboradores (a contar consigo), a receber 800 €, 1.000 €, 1.200 €, 1.500 € e 2.000 € brutos. O custo total para a empresa é 10.193 € por mês, ou 122k € por ano. 

Mesmo que a empresa não tenha quaisquer outras despesas e pratique margens de 20%, tem de conseguir assegurar receitas mensais de, pelo menos, 12.700 €.

Se esta mesma empresa tiver despesas adicionais, com fornecedores, software, contabilista, matéria prima, site, renda de escritório, comissões (por exemplo), no valor de 2.000 € por mês e mantiver a margem, as receitas mensais devem ser superiores a 15.000 €.

Se está à procura de formas para fazer crescer o seu negócio, já considerou o OLX? Ao criar um perfil, uma equipa de gestores dedicados ao seu negócio ajuda-o a gerar vendas online. Crie o seu perfil hoje.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário