Sou Pro

Psicologia das cores: como influencia as decisões de compra

O que é a psicologia das cores e porque a deve utilizar no seu negócio

Dourado real ou vermelho sanguíneo? Amarelo McDonald’s ou preto Nike? Cada cor transmite uma mensagem diferente aos clientes e, sem que muitos se apercebam, estabelece discretamente uma primeira impressão que define todas as interações posteriores. Descubra como utilizar a psicologia das cores a favor do seu negócio.

O que é a psicologia das cores e porque a deve utilizar no seu negócio

A psicologia das cores é o estudo de como as cores afetam perceções e comportamentos das pessoas. Em marketing, esta metodologia analisa a forma como as cores definem a perceção dos consumidores sobre uma marca e o efeito que têm nas decisões de compra. E há bons motivos ter estas conclusões em conta: um inquérito recente descobriu que as cores de um negócio influenciam a primeira impressão de 62% dos inquiridos.

As cores podem deixar uma impressão duradoura e provocar uma ampla gama de reações e emoções, o que as torna muito importantes no momento de desenvolver um logo, pintar o escritório, desenhar materiais de marketing, construir um novo negócio ou reformular a marca de um já existente. A importância da psicologia das cores estende-se até ao packaging, uma preocupação crescente para quem gere um ecommerce. Descubra como a utilizar a seu favor.

Como criar um packaging impactante

Como empregar a psicologia das cores

A resposta para a pergunta “Quais são as cores certas para minha marca?” será sempre um frustrante “depende”. Não existe uma fórmula matemática ou um manual passo-a-passo, apenas boas práticas e a experiência de testes realizados por psicólogos ao longo de décadas. Estas são as conclusões principais desses estudos:

  • Alinhamento com posicionamento da marca. A intenção de compra é influenciada pela associação que os clientes fazem entre as cores e a “personalidade” da empresa. Certas cores estão muito associadas a características específicas. Por exemplo, o amarelo com robustez e energia.
  • Apelo à audiência. Os dados mostram como homens e mulheres têm diferentes preferências por certas cores. Os homens geralmente preferem cores ousadas e escuras, enquanto as mulheres optam por tonalidades mais suaves, claras e brilhantes.
  • Adaptação ao mercado. A mesma cor pode ter significados diferentes dependendo da cultura, geografia ou mercado em questão. O vermelho simboliza animação, energia, paixão, ação, amor e perigo nas culturas ocidentais. Mas é também associado com comunismo e revolução em países como a Rússia. Nas culturas asiáticas, o vermelho é uma cor muito importante –traz boa sorte, alegria, prosperidade, celebração, felicidade e vida longa – e é usada pelas noivas no dia do casamento. Se ainda não definiu um público para a sua empresa, descubra como o fazer.
  • Potencial de diferenciação. As pessoas preferem marcas imediatamente reconhecíveis. Por isso, é importante escolher cores que garantam a diferenciação de concorrentes estabelecidos e que o ajudam a sobressair. O que pode ser difícil de fazer, sem se afastar demasiado das orientações da psicologia das cores. Há um motivo pelo qual as marcas de saúde tendem a preferir o branco, azul ou verde – estas cores estão muito associadas ao profissionalismo, confiança e tranquilidade. Se atua neste setor e se desviar demasiado destas normas para se diferenciar da concorrência, pode ter dificuldade em transmitir estes sentimentos.

Com tantos fatores a ter em conta, como se deve então selecionar a cor para um negócio ou projeto? Descubra o significado de cada cor.

O que significa cada cor?

Cada cor tem um significado e transmite emoções diferentes. Por isso, antes de decidir, é importante absorver a experiência da psicologia de cores.

Amarelo

O amarelo transmite energia e otimismo, e tem a vantagem de ser brilhante o suficiente para chamar a atenção do consumidor à distância. Esta cor apela a um público-alvo jovem que procura felicidade, entusiasmo e criatividade. Por isso, não é surpreendente que marcas como a McDonald’s e o Snapchat tenham escolhido o amarelo.

Azul

A psicologia das cores determina que o azul transmite profissionalismo, sinceridade, simplicidade, amizade, proximidade e familiaridade. Estas características granjearam-lhe um lugar de destaque na identidade de marcas como o Facebook, na Polícia, e em vários hospitais, bancos e seguros.  Os consumidores confiam nestas marcas para lidar com vários aspetos da via quotidiana.

Vermelho

YouTube, Netflix, ou Coca-Cola são apenas algumas das marcas que popularizaram a utilização do vermelho, cor tipicamente associada à paixão e intensidade, mas também violência e perigo.

No caso do marketing, é muito identificada com preços baixos, promoções e descontos.  Por este motivo, muitas marcas optam por combinar o vermelho com cores mais suaves, como branco, amarelo ou laranja para provocar uma sensação de entusiasmo, sem arriscar a perceção de liquidação do negócio ou de perigo para o consumidor.

Verde

Esta cor está associada a saúde, tranquilidade, poder e natureza. É usado para relaxar os clientes e promover questões ambientais, estimula a harmonia e encoraja o equilíbrio.

A BP recorre ao verde porque procura reforçar o compromisso com o meio ambiente e a transição para energias sustentáveis. A Starbucks para transmitir relaxamento e tranquilidade e para convidar os clientes a entrar para uma pausa de café durante um dia stressante. A John Deere, marca especializada em tratores, pela ligação à agricultura.

O verde é também a cor de marcas que se orgulham de produtos de alta qualidade, naturais e orgânicos. 

Roxo

Na psicologia das cores, o roxo é associado à realeza, sabedoria, respeito e criatividade. A pensar nestas propriedades, o roxo foi a cor escolhida por marcas como a Yahoo!, mas também é possível que a encontre na promoção de produtos de beleza e antienvelhecimento. Há uma boa probabilidade de o logo incluir uma variação da cor, como lilás ou violeta.

Laranja

De acordo com a psicologia das cores, o laranja é uma cor “amigável”. É usado por marcas muito diferentes por esta razão, desde Nickelodeon e Nike até a marca de alta-costura Hermes. O laranja vivo e forte, usado por lojas que promovem preços baixos, comunica acessibilidade. Mas se o tom de laranja for mais sutil tende a atrair um mercado de luxo.

Preto

O preto está associado a autoridade, poder, estabilidade, sobriedade, confiança, força, luxo, intemporalidade, inteligência e mistério. Por estes motivos, é escolhido por marcas como tão diferentes como a Nike ou Chanel, mas também é utilizado nas togas dos juízes.

Branco

O branco está associado a sentimentos de limpeza, pureza, minimalismo, segurança e neutralidade. O espaço em branco ajuda a despertar a criatividade, pois pode ser percecionado como uma folha limpa.

A Lego escreve o nome da marca em branco sobre um fundo vermelho, o representa a diversão e o entusiasmo que as crianças têm ao brincar com um produto que oferece oportunidades infinitas para criar.

Conclusão: teste a psicologia das cores no OLX

Em e-commerce, a escolha das cores não deve ser deixada ao acaso. Cada cor transmite determinadas mensagens e emoções e, por meio da sua aplicação em logotipos, embalagens e publicidade, as marcas podem influenciar os consumidores a escolher o seu produto ou serviço em vez do de um concorrente. Este é o poder da psicologia das cores.

Basta pensar nas suas marcas favoritas e como certas cores predominam. Do vermelho brilhante da Netflix, ao preto da Nike, até ao amarelo da McDonald’s. A seleção destas cores tem um único objetivo: levar o público-alvo específico de cada marca à ação desejada.  E é exatamente por aqui que deve começar a sua viagem de escolha de cores: quem são as buyer personas do seu negócio e qual é a ação que deseje que aconteça após o primeiro contacto com a sua marca (e cor).

Registar a sua empresa no OLX Pro é a forma mais simples de testar a psicologia das cores na prática e descobrir o que funciona. O registo é 100% digital e gratuito. Depois de concluído, pode criar uma loja online dentro do site OLX e realizar uma série de testes A/B para verificar o que funciona melhor. Tudo isto sem pagar comissões sobre as vendas.

Depois de avaliar a reação do público a diferentes cores, é mais fácil tirar conclusões para criar ou adaptar os materiais de marketing do seu negócio. Mas, qualquer que seja a opção tomada, tenha sempre em conta as aprendizagens de décadas de estudo da psicologia das cores, que não são mais do que o reflexo da própria natureza humana.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário