Sou Pro

Processo de recrutamento: para que serve e como deve ser conduzido

etapas de um processo de recrutamento eficaz

O processo de recrutamento é um dos pilares do sucesso de uma empresa. É através da constituição de uma equipa de alta performance que uma organização pode crescer, inovar e manter-se à frente da concorrência. Porém, saber como e quem contratar pode representar um grande desafio. Descubra em que deve consistir um processo de recrutamento e quais as vantagens.

O que é um processo de recrutamento?

Um processo de recrutamento engloba todas as etapas da contratação de um novo colaborador, e tem como objetivo último encontrar os profissionais certos para que a empresa continue a crescer e a prosperar.

Os processos de recrutamento encontram-se organizados e estruturados em etapas específicas e sequenciais para levar a contratações mais acertadas, capazes até de superar as necessidades da empresa. Dito doutro modo, é o processo de recrutamento que fornece à sua empresa o que precisa para se destacar no mercado: excelentes profissionais.

Artigo relacionado: Como recrutar de forma eficiente

Quais as vantagens de fazer um processo de recrutamento?

Para se destacar pela excelente experiência de compra e sentimento de identificação uma empresa deve ter a capacidade de cativar, envolver e fidelizar, pela qualidade do serviço e dos produtos, e pelos valores que defende. Para isso, o perfil dos profissionais é fundamental – é um chavão, mas é verdade: colaboradores qualificados, experientes, envolvidos e motivados são o ativo mais valioso de qualquer empresa.

Contratar sem recorrer a um processo de recrutamento planeado e organizado pode trazer consequências imprevisíveis – como a escolha de um profissional pouco eficaz, que pode comprometer a qualidade do trabalho e o cumprimento de prazos e, em consequência, gerar prejuízos e insatisfação dos clientes, que podem começar a procurar a concorrência.

Além disso, uma má escolha afeta as relações interpessoais, e pode aumentar a rotatividade do cargo, o que prejudica a perceção sobre a empresa.

Quais as etapas de um processo de recrutamento eficaz?

Para que um processo de recrutamento decorra com sucesso, é importante que seja planeado e organizado de acordo com estes passos.

1. Seja claro quanto ao cargo ou função pretendida

Esta é a primeira etapa de um bom processo de recrutamento. Defina as características que procura no candidato – tanto técnicas como pessoais, ou seja, hard skills e soft skills. Assim, defina:

  • As qualificações mínimas que o candidato deve ter;
  • As capacidades técnicas;
  • O domínio de ferramentas com as quais terá de trabalhar;
  • Experiências prévias que indiquem o nível de produtividade que o candidato apresentará;
  • O tipo de personalidade que será adequada à função e às características interpessoais da restante equipa;
  • Os valores e cultura do candidato, de forma a garantir que sejam compatíveis com a identidade da empresa.

2. Aposte numa descrição eficaz da vaga

A forma como uma vaga é descrita tem o potencial de atrair ou afastar bons candidatos, pelo que é importante dedicar tempo e atenção a esta etapa. Aliás, a redação do anúncio é já uma primeira triagem dos candidatos, na medida em que funciona como um filtro para os profissionais mais indicados. Siga estas orientações: 

  • Escreva um título claro e preciso, sem recorrer a categorizações internas da empresa que pouco dizem a pessoas externas;
  • Descreva todas as especificações técnicas que a função exige, como domínio de software, experiência prévia e formação;
  • Faça uma breve relação das tarefas que serão desenvolvidas pelo profissional;
  • Utilize uma linguagem com a qual o candidato ideal se identifique;
  • Seja realista e franco quanto aos requisitos e benefícios;
  • Descreva os benefícios da empresa, como acesso a seguro de saúde, formação profissional, política flexível de férias, prémios de desempenho, horário de trabalho flexível, convívios, entre outros;
  • Refira a localização da empresa;
  • Termine com todas as informações que o candidato precisa de saber para submeter a candidatura.

De seguida, deverá divulgar a vaga nos canais utilizados pelo público-alvo: redes sociais, portais de emprego, site da empresa, entre outros.

3. Faça uma primeira triagem

A primeira triagem ocorre na análise dos currículos recebidos; portanto, a frio, ainda sem contacto. Assim, exclua candidaturas que não satisfazem os requisitos mínimos definidos pela vaga, para assim ficar apenas com aquelas que receberão, na fase seguinte, uma atenção mais detalhada.

É crucial que responda a todas as candidaturas, mesmo às que não passam nesta primeira triagem. Mesmo que o tempo seja escasso e que não se sinta confortável em dar um retorno negativo, faça-o. Em primeiro lugar, por uma questão humana; os candidatos podem sentir elevados níveis de ansiedade e insegurança, pelo que aguardam com expectativa a sua resposta, mesmo que negativa.

Além disso, fornecer feedback revela respeito, consideração e ética profissional, o que eleva a sua imagem enquanto local de trabalho. Por último, ignorar as candidaturas pode prejudicar futuros processos de contratação, na medida em que desencoraja outros candidatos com quem foi partilhada a experiência de não retorno.

4. Marque as primeiras entrevistas

Feita a primeira triagem, é altura de marcar entrevistas com os candidatos qualificados para analisar o alinhamento do perfil com a vaga. Crie um roteiro de perguntas para garantir que não deixa passar nenhum detalhe importante e que sejam esclarecidas todas as dúvidas que tenham surgido na leitura do currículo. Abra espaço para o candidato falar espontaneamente sobre si próprio; é uma forma de avaliar a capacidade de comunicação e de conhecer alguns aspetos que não foram referidos no currículo, mas que podem ser importantes para a empresa. Da mesma forma, certifique-se que apresenta todos os detalhes e implicações da vaga, para conseguir avaliar o interesse do candidato.

Para além da confirmação das competências técnicas (formação e experiência anterior), é crucial perceber se os valores do futuro colaborador estão alinhados com a identidade corporativa. A seleção por valores tem sido cada vez mais privilegiada no mercado de trabalho do que a formação e experiência. Encontrando profissionais alinhados com esses valores, as competências técnicas podem ser desenvolvidas posteriormente.

Verifique se o candidato tem um perfil comportamental ajustado aos valores da empresa. Preste atenção ao estilo pessoal e à atitude para formar uma opinião equilibrada sobre a sua adequação ao ambiente de trabalho. Este critério é decisivo para encontrar profissionais felizes, motivados e plenamente integrados na equipa, com um forte sentimento de pertença. Desta forma, conseguirá uma maior entrega profissional e uma relação de trabalho mais duradoura e sólida.

Artigo relacionado: 11 dicas para entrevistas de emprego infalíveis

5. Envie uma proposta de trabalho ao melhor candidato

Concluídas as entrevistas, estará perto de tomar uma decisão final e de enviar uma proposta de trabalho ao melhor candidato. Nesta proposta, deverá constar um resumo de todos os aspetos que foram abordados na entrevista, como:

  • Salário;
  • Local de trabalho;
  • Benefícios;
  • Características, funções e desafios da vaga;
  • Necessidades técnicas;
  • Tipo de contrato;
  • Informações sobre a empresa.

Envie a proposta por email e peça para confirmar a concordância com todos os aspetos. Em caso positivo, tem a vaga preenchida. Em caso negativo, tente perceber o motivo do desacordo e, se possível, renegocie as condições. Poderá ser necessário reiniciar todo o processo para encontrar o candidato ideal para assumir a vaga a empresa.

6. Faça um onboarding eficaz

“Onboarding” é um termo frequentemente utilizado pelos Departamentos de Recursos Humanos e designa um processo de integração de novos funcionários. Mais do que apenas dar as boas-vindas, tem como objetivo clarificar as naturais dúvidas que surgem nos primeiros dias quanto ao que é esperado e sobre a organização do trabalho. É também importante para garantir que o profissional se sinta adaptado e integrado no ambiente corporativo. Não há boas relações profissionais sem uma boa conexão pessoal; por isso, facilite a integração e o convívio informal.

Resultados? Por um lado, o colaborador vai sentir-se mais motivado e decidido a permanecer na empresa e, por outro, a empresa vai conseguir reter talentos, obter maior produtividade e reduzir custos associados a novas contratações.

O processo de recrutamento é delicado, mas seguindo estas orientações, será mais fácil fechar uma boa contratação, constituir equipas com um excelente desempenho e, por consequência, obter resultados comerciais excecionais.

O OLX Business preocupa-se com o sucesso e crescimento do seu negócio e, por isso, coloca à sua disposição uma forma segura, prática e intuitiva de vender os seus produtos online. Através da nossa plataforma, poderá começar a digitalizar o seu negócio e a alcançar clientes em todo o mundo, sem comissões. Crie um perfil hoje no OLX Business e comece já a vender.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário