Sou Pro

O que é um plano de marketing e como fazer um para o seu negócio?

O que é um plano de marketing e como fazer um para o seu negócio

Todas as boas ideias precisam de um bom plano. Algo que mostre como se passa da teoria à prática. Que resuma a sequência de etapas, as diferentes abordagens a explorar, o objetivo a atingir e o conhecimento sobre o “alvo”. É disto, em resumo, que trata um plano de marketing – um guia prático para vender um determinado produto ou serviço a clientes em potencial. Descubra em que consiste, quais as vantagens e como criar um.

O que é um plano de marketing?

Um plano de marketing é o passo seguinte à criação de uma estratégia de comunicação e descreve as iniciativas para o próximo ano, trimestre ou mês. Inclui as ações concretas a serem tomadas, a mensagem a transmitir, os segmentos de clientes a impactar e os resultados esperados. Serve, acima de tudo, como um roadmap, um guia prático para navegar as diferentes possibilidades de comunicação e focar a mensagem no essencial.

O plano de marketing deve ter por base uma pesquisa de mercado que detalha o mercado-alvo e com base nisso apresentar os melhores métodos para atingir essas pessoas. Por exemplo, pode concluir que o rádio e a televisão são melhores opções do que as redes sociais, se a pesquisa indicar que é aí que o público passa mais tempo.

Por fim, o plano de marketing deve mostrar também como serão os conteúdos e as mensagens que mostram como o seu produto vai melhorar as vidas dessas pessoas, quando comparado às alternativas de mercado.

Finalmente, o plano de marketing inclui também as métricas a avaliar para se perceber se o plano foi eficaz. É esta combinação entre planeamento e medição que faz do plano de marketing uma das ferramentas mais importantes para quem gere um negócio online.

Quais as vantagens de ter um plano de marketing?

Um plano de marketing resume as iniciativas que uma empresa pretende implementar para vender um determinado produto ou serviço a um público-alvo. Ter um plano de marketing ajuda assim a determinar quem é o público-alvo, qual a melhor forma de o alcançar, e como se vai medir o sucesso das iniciativas.

Monitorizar e ajustar constantemente um plano de marketing é essencial para a gestão de uma empresa, pois vai permitir identificar as iniciativas bem-sucedidas que devem ser repetidas e as que não trazem resultados e devem ser eliminadas. Sem um plano de marketing, uma empresa terá dificuldade em crescer de forma sustentada, e irá perder oportunidades de vendas.

Artigo relacionado: O que é um público-alvo?

Que informações devem constar num plano de marketing?

Para criar um plano de marketing, é necessário incluir os seguintes elementos:

  • Objetivos macro a atingir com o plano de marketing, como aumentar a notoriedade, a conversão e a retenção dos clientes;
  • KPI de marketing, como vendas, novos clientes, ou visitantes do site, o valor atual e o valor futuro pretendido;
  • Público-alvo da empresa, as suas necessidades e motivações;
  • Benchmark da concorrência, com a inclusão de exemplos do que cada um dos principais concorrentes faz bem;
  • Mensagens e propostas de valor mais importantes para cada segmento de clientes;
  • Canais mais importantes para o seu negócio, como feiras internacionais, redes sociais, blogs, TV, rádio, fóruns e redes de parceiros;
  • Cronograma global que resuma as diferentes iniciativas em curso, desde a publicação de conteúdos nos diferentes canais aos eventos nesse período;
  • Orçamento estimado para o período em questão e para cada canal.

Como saber se um plano de marketing é eficaz?

Como regra de ouro, um plano de marketing será eficaz se for de encontro à proposta de valor do negócio. A proposta de valor é a promessa que a marca faz aos clientes, aquilo que distingue a marca da concorrência e um atributo que é facilmente identificável com a marca.

A proposta de valor mostra como a marca resolve um problema dos clientes, e porque deve comprar na sua empresa e não de outra. Se continua com dúvidas sobre o que é exatamente este conceito, basta ver o exemplo da Google, que define a sua proposta de valor da seguinte forma: “A Google cria valor para os seus clientes com soluções de pesquisa na Internet, publicidade, sistemas operativos e plataformas. […] Gerir as informações do mundo e torná-las universalmente acessíveis e úteis”.

O plano de marketing deve ser baseado nesta proposta de valor para o cliente. Se o plano de marketing transmitir esta mensagem – em diferentes canais, de diferentes formas – é porque está alinhado com a visão da marca. Se não existir uma ligação direta entre o que está no plano de marketing e a proposta de valor da marca, é porque provavelmente o plano não será eficaz.

Por fim, a eficácia do plano de marketing depende da qualidade da informação em que se baseia. A pesquisa de mercado deve ser a base para a escolha de um determinado canal, mensagem ou iniciativa. Por exemplo, a decisão se a empresa comunica no rádio, nas redes sociais, ou em anúncios nas redes sociais deve ser tomada com base em dados. Quando o plano de marketing é baseado em poucos dados, de fontes pouco fiáveis ou de outros mercados, dificilmente trará bons resultados.

Como executar um plano de marketing?

Qualquer marketeer sabe que criar um plano de marketing é a parte mais fácil. É na execução – e na forma como é feito o acompanhamento – que está a diferença.

O plano de marketing deve ser revisto e adaptado periodicamente. O uso de métricas, orçamentos e cronogramas para medir o progresso em direção às metas estabelecidas no plano de marketing é um processo contínuo e essencial ao sucesso da marca.

Deve haver uma avaliação permanente dos objetivos e dos resultados atingidos, por um único responsável. Essa pessoa deve ter a visão do plano global e unir os diferentes canais e mensagens num fio condutor coerente.

Como boa prática, estabeleça uma periodicidade para uma revisão periódica formal – como mensal ou trimestral. Assim, pode preparar um plano de marketing anual, mas fazer uma revisão trimestral para manter as metas e os planos alinhados.

Porque é que o OLX deve fazer parte do seu plano de marketing?

No OLX, sabemos que criar e executar um plano de marketing é um desafio até para os gestores mais experientes. Por isso, desenvolvemos o OLX Pro, um portal vocacionado para as empresas portuguesas que querem vender mais online, com menos burocracia.

Ao registar a sua empresa no OLX Pro tem acesso direto aos mais de 15 milhões de utilizadores que todos os meses visitam o nosso site. Conta ainda com uma parceria exclusiva com os CTT para poder tratar de todos os envios de forma simples. E tem o apoio de uma equipa comercial especializada para o guiar em cada passo. Descubra todas as vantagens de se registar no OLX Pro.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário