Sou Pro

O que são perdas por imparidade e porque são importantes para o seu negócio

O que são perdas por imparidade

Sabia que quando não consegue cobrar uma fatura, deve registar esse facto como uma perda para a empresa? São as chamadas perdas por imparidade e este é apenas um de vários exemplos de aplicação deste conceito. Saber o que significa este termo é o primeiro passo para evitar surpresas desagradáveis no futuro.

O que são perdas por imparidade?

Sempre que o valor contabilístico de um ativo sofre uma redução, real ou potencial, total ou parcial, ocorrem perdas por imparidade. Estas podem incidir sobre dívidas a receber, inventários, investimentos financeiros ou propriedades e podem ser parciais ou totais, caso em que o valor do ativo é reduzido a zero.

Existem várias situações do dia-a-dia que podem levar a perdas por imparidade, como:

  • Créditos incobráveis, seja por falência do cliente ou por litígio sobre faturas pendentes;
  • Vendas abaixo do preço de custo, por exemplo, saldos ou promoções;
  • Inventário perde validade, por ser perecível;
  • Equipamentos deficitários, como máquinas que não produzem as unidades previstas;
  • Rejeição do mercado, se um produto da empresa já não se vender há determinado período de tempo.

Porque são importantes as perdas por imparidade?

O objetivo de manter uma contabilidade organizada é que esta seja uma representação fiel do verdadeiro valor da empresa. As perdas por imparidade devem ser deduzidas a esse valor para que a realidade coincida com o valor contabilístico.

Por exemplo, se tinha efetuado uma compra de 10.000€ em inventário, mas passado algum tempo o equivalente a 3.000€ passou de validade, então deve registar essas perdas por imparidade para que o valor do stock seja o real: 7.000€.

Estratégias para uma gestão de stock eficiente

Dedução à coleta

Em muitos casos (mas não todos), estas perdas serão dedutíveis em sede de IRC. As perdas por imparidade dedutíveis são as relacionadas com créditos resultantes da atividade normal que, no fim do período de tributação, possam ser considerados de cobrança duvidosa e sejam evidenciados como tal na contabilidade. Apesar de nem todas as perdas por imparidade serem dedutíveis em sede de IRC, todas devem ser registadas.

Tomada de decisão

Com as perdas por imparidade atualizadas, a contabilidade reflete o valor real da empresa, o que permite o acesso de informação fidedigna por parte da equipa de gestão, dos bancos e dos investidores. Com esta informação, os gestores podem tomar melhores decisões, como por exemplo, no que toca a pedidos de crédito, decisões de investimento, venda da empresa, atração de investidores, compra de equipamentos ou stock e seleção de clientes.

Gestão de risco

As perdas por imparidade derivadas de clientes em atraso nos pagamentos ou em risco de insolvência podem ter um grave impacto na tesouraria e até colocar em risco a sobrevivência da empresa. Para acautelar essa possibilidade, é importante:

  • Conhecer o rácio atual de perdas de imparidade para perceber o valor “em risco”. Faça deste um dos KPI da sua empresa.
  • Manter um processo ativo de cobrança para estar próximo de clientes com valores avultados em dívida.
  • Para valores mais avultados, avaliar o risco de crédito de clientes, através de empresas certificadas para o efeito.
  • Contratar um software de faturação e cobrança que vá recordando automaticamente os clientes das dívidas em aberto. 
  • Aderir a processos que agilizem o envio de faturas, como a assinatura digital qualificada.

Tendencialmente, processos de faturação e cobrança mais longos tendem a resultar em maior risco de perdas por imparidades. O mesmo acontece com os processos de compra: se demorar muito tempo, é mais provável que o produto perca validade ou que os pressupostos que assumiu quando comprou mudem.

Enquanto trabalhador independente, as perdas por imparidade podem ter um impacto especialmente relevante, principalmente se a dependência de um número reduzido de clientes for elevada.

Trabalhador independente: 8 dicas para lidar com rendimentos irregulares

O que é um teste de imparidade?

Os testes de imparidade são feitos periodicamente, geralmente todos os anos, de forma a ajustar o valor dos ativos na contabilidade. Ao testar por imparidade, os benefícios que se espera serem gerados por um ativo específico, sejam estes em termos de lucro, fluxo de caixa ou outro benefício económico, são comparados com o valor contabilístico. Se o valor contabilístico em registo exceder o respetivo benefício desse ativo, esse mesmo valor é ajustado no balanço contabilístico.

As perdas por imparidade podem ser revertidas?

Sim, quando existem indícios de que uma perda por imparidade, registada em períodos anteriores, possa ter diminuído ou deixado de existir. Por exemplo, se um cliente efetivamente pagar uma fatura muito antiga que já tinha dado por incobrável, a perda por imparidade que tinha sido regista é revertida.

OLX, o parceiro digital das empresas que querem vender mais sem burocracias

Quando um ativo perde valor, mas continua registado na contabilidade com o valor que tinha antes dessa perda, a contabilidade não espelha o verdadeiro valor da empresa. Nessas situações, é necessário corrigir o valor do ativo na contabilidade, reduzindo-o. As perdas por imparidade consistem na redução do valor contabilístico de um ativo, de modo a evidenciar uma perda, potencial ou efetiva, de parte ou da totalidade do seu valor real.

A pensar nos milhares de empresas que procuram uma forma de vender mais online sem complicações, desenhámos o OLX Pro. Toda a informação fica registada numa plataforma única, e pode depois ser utilizado para gerar reports de gestão. Ao fazer o registo gratuito, é possível entrar em contacto com os mais de 15 milhões de visitantes do OLX por mês. Tudo isto sem pagar comissões sobre vendas, e sem custos de adesão. Experimente.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário