Sou Pro

O que é um balanço? Guia para empreendedores

O que é um balanço? Guia para empreendedores

O balanço mostra como se equilibra o Ativo, Passivo e Capital Próprio de uma empresa. Descubra em que consiste este documento contabilístico, como o ler e que informação extrair.

O que é um balanço?

O balanço representa a situação patrimonial da empresa num determinado período contabilístico (trimestre, semestre ou ano). Este documento divide o estado da empresa em direitos (Ativos), obrigações (Passivo) e património (Capital Próprio):

  • Ativo – São os bens a que a empresa tem direito ou que lhe são devidos. Podem ser tangíveis ou intangíveis, como numerário, depósitos bancários, créditos sobre clientes, mercadorias, instalações próprias, marcas, patentes e direitos de autor. O Ativo é tipicamente dividido em corrente, que engloba os bens líquidos como numerário, e não corrente, para referir os bens como terrenos ou dívidas difíceis de cobrar.  
  • Passivo – É o conjunto de obrigações que a empresa deve. Nesta categoria podem ser incluídos empréstimos, pagamentos a fornecedores ou ao Estado. O Passivo é por vezes dividido entre obrigações correntes, onde se incluem as obrigações a liquidar a curto/médio prazo (geralmente até um ano) e as obrigações de longo prazo (aquelas que se vencem a mais de um ano).
  • Capitais Próprios – É o capital correspondente aos sócios/proprietários. Incluem-se os investimentos iniciais e aumentos de capital, acrescidos de eventuais lucros ou prejuízos. O ativo é assim igual à soma do passivo com o ativo. 

O balanço permite assim avaliar a estrutura financeira de uma empresa, a sua capacidade de pagar dívidas e o seu rácio de endividamento.

Mas estas informações genéricas são apenas alguns exemplos da informação que é possível ler num balanço.

Porquê acompanhar o balanço?

O balanço é um instrumento estratégico, pois oferece a possibilidade de analisar o desempenho da estrutura durante o ano passado. Permite-lhe adaptar novas estratégias para a realização de operações futuras.

É também um verdadeiro instrumento de comunicação com o qual pode provar a solvência da sua empresa a bancos, instituições de crédito ou outros parceiros comerciais. Deve também notar-se que a elaboração de um balanço é uma obrigação legal para as sociedades comerciais.

Como ler um balanço

Estes são os principais elementos que constituem o balanço.

Ativos não correntes ou fixos

Estes são ativos da empresa e destinam-se a uma utilização a longo prazo. Podem ser divididos em três categorias: ativos intangíveis, tangíveis e financeiros. 

Ativos correntes

O ativo circulante inclui bens da empresa que se destinam a ser imediatamente convertidos em dinheiro. É constituído em particular por créditos de clientes e dinheiro em caixa e em bancos.

Passivo corrente

Na data do balanço, o passivo corrente inclui dívidas financeiras de curto prazo (tipicamente de maturidade inferior a 1 ano), dívidas comerciais (a fornecedores) e dívidas fiscais e da segurança social.

Passivo não corrente

O passivo não corrente inclui todas as obrigações a longo prazo, tipicamente a mais de 1 ano. Por exemplo, as provisões para riscos, impostos e encargos são registadas no passivo do balanço contabilístico, uma vez que permitem avaliar os riscos que pesam sobre a empresa.

Capital Próprio

O Capital Próprio inclui as entradas de capital social, as reservas acumuladas e o resultado do ano.

Que informação é possível extrair de um balanço?

O balanço permite extrair várias informações vitais sobre a saúde financeira de uma empresa. Por exemplo, se o passivo e o ativo estiverem em equilíbrio, a empresa estará num ponto neutro.

Mas é possível extrair outras conclusões:

  • Avaliar a necessidade de um empréstimo. Se o Ativo Corrente for superior ao Passivo Corrente, podemos dizer que a empresa tem capacidade para satisfazer os seus compromissos de curto prazo. Por outro lado, se o Passivo de curto prazo for superior ao Ativo de curto prazo, muito possivelmente a empresa terá de socorrer-se de empréstimos ou de renegociar novos prazos de pagamento com os credores.
  • Aferir o nível de endividamento. Um elevado nível de endividamento irá dificultar o acesso da empresa a novos financiamentos. Para isso, é necessário avaliar o peso do passivo sobre os capitais próprios. Quanto mais elevado este rácio, mais endivida está a empresa.
  • Medir a rotação de stock. Se o nível de stocks aumentou em comparação com o ano anterior, e o nível de vendas não acompanhou esse crescimento, é necessário estar alerta. O inventário não vendido pode levar a problemas de fluxo de caixa.
  • Acompanhar a tendência de resultados. O Balanço é um documento estático e não reflete a evolução durante um período de tempo. No entanto, a comparação de vários balanços correspondentes a diferentes períodos temporais permite compreender as tendências de resultados.

A interpretação deste balanço permite-lhe conhecer a saúde financeira da sua empresa através do cálculo dos rácios financeiros, tais como a capacidade de endividamento.

OLX, menos burocracia, mais vendas online

No OLX, sabemos que as prioridades de um empreendedor são as vendas e a gestão operacional do seu negócio. Por isso, desenhamos um novo portal dedicado em exclusivo às empresas que querem vender mais online, com menos burocracia, menos perda de tempo e menos custos. O OLX Pro permite que todas as marcas personalizem a sua loja online dentro do site OLX, com um aspeto profissional que gera confiança.

Depois, é só colocar os produtos à venda, e está pronto a vender para uma audiência de mais de 15 milhões de utilizadores por mês. A nossa equipa comercial está a postos para ajudar em todos os passos e a parceria com os CTT permite tratar dos envios para casa dos clientes de forma cómoda.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário