Sou Pro

Nómadas digitais: quem são e como se tornar um?

como ser um nómada digital de sucesso

Os nómadas digitais não são um povo desconhecido, uma tribo distante ou um grupo de hackers. São uma nova classe de profissionais que preza acima de tudo a liberdade para trabalhar a partir de qualquer lugar, ser os seus próprios chefes e definir os horários que mais convenientes. Descubra o que são e como se tornar um.

Quem são os nómadas digitais?

Os nómadas digitais são pessoas que trabalham a partir de qualquer localização. Estes profissionais operam remotamente em vez de estarem fisicamente presentes na sede ou no escritório de uma empresa.

O estilo de vida digital nómada tornou-se possível por meio de várias inovações, incluindo novos softwares de gestão de informação (Google Drive, Dropbox), acesso universal a Internet rápida, redes de coworking por todo o mundo e marketplaces como o OLX, que ligam empreendedores a potenciais clientes.

Além disso, a aceitação crescente da comunicação digital como forma de recrutar pessoas e fechar negócios ajudou à proliferação de atividades que até agora se julgava estarem dependentes de reuniões presenciais.

Tire partido do maior marketplace português

Qual é o apelo de ser um nómada digital?

Um nómada digital pode passar alguns meses a trabalhar numa praia na Costa Rica para depois transitar para Londres ou Roma. A liberdade de escolher onde morar e trabalhar faz parte dos benefícios de ser um nómada digital.

O crescimento do trabalho remoto e a facilidade de encontrar emprego online tornou mais fácil experimentar um estilo de vida de nómada digital, conseguir um salário considerável e construir uma carreira.

Ser um nómada digital permite experimentar mais de perto novas culturas, aprender idiomas, viajar, e tornar cada dia uma pequena aventura. Mas existem algumas dicas a ter em conta para o conseguir fazer de forma produtiva e sustentável.

Como ser um nómada digital de sucesso

Estes conselhos simples podem fazer toda a diferença no momento de se tornar um nómada digital. Antes de começar esta nova vida, aprenda com a experiência de outros.

Aproveite ao máximo o horário flexível

Enquanto nómada digital, é possível morar e trabalhar em qualquer lugar. É livre para trabalhar nas horas em que é mais produtivo. E para dedicar tempo à família e amigos quando se justifique. Aproveite essas oportunidades. O que conta é entregar o trabalho contratado no prazo previsto, não o número de horas que dedicou a uma determinada tarefa.

Estabeleça limites

Estabeleça limites para o tempo de trabalho, de lazer e de família. Isto é especialmente importante para quem se está a iniciar na vida de nómada digital. Não tenha medo de tentar algo novo, mudar as coisas, admitir erros, comemorar e construir vitórias. Explore novos sistemas que simplificam tarefas repetitivas e aumentam a eficiência, para poupar horas de trabalho.

Tenha um rendimento passivo

A melhor maneira de desfrutar da vida como nómada digital é ter um fluxo estável de rendimento passivo (como rendas ou investimentos) para complementar o trabalho contratado que faz. Desta forma, remove parte da pressão financeira e pode ter outra perspetiva sobre o trabalho enquanto nómada digital. E vai encarar percalços com outra tranquilidade.

Estabeleça um prazo de reavaliação da vida como nómada digital

A vida de nómada digital pode não ser fácil no início. Ou ser demasiado aprazível, mas pouco rentável. Ao começar esta nova fase da sua vida, estabeleça um prazo para reavaliar esta escolha – por exemplo, 6 meses – e objetivos quantitativos para decidir se vale a pena continuar. Por exemplo, pode decidir continuar se ao fim de 6 meses tiver conseguido poupar mais de “x” euros. Desta forma, evita também desistências precipitadas se algo não correr bem logo no início.

Escolha o local com critério

Muitas vezes, a decisão de se tornar nómada digital é tomada em função do local – uma cidade que sempre quis conhecer, amigos que o desafiam, o espírito de aventura. Todos estes podem ser potentes motivadores, mas devem ser acompanhados por uma dose de realismo profissional.

Neste campo, avalie as oportunidades de crescimento que o destino oferece, a comunidade de trabalhadores que existe na região e a acessibilidade do local. Mesmo que a maioria dos seus clientes esteja noutro ponto do mundo, sairá a perder no longo prazo se trabalhar isolado e abdicar de um ambiente profissional efervescente. Trabalhar no topo de uma colina ou ilha deserta pode parecer apelativo, mas talvez não seja o melhor para construir uma carreira.

Considere o custo de vida e estime o nível de poupança

Antes de decidir o local, procure calcular o custo de vida – da renda, às deslocações, às refeições e outros gastos – e quanto poderá poupar mensalmente. Desta forma, garante que a opção de se tornar um nómada digital é sustentável.

Tenha em consideração que, sem uma rede de apoio de família e amigos, os custos dos imprevistos tendem a ser superiores – de um pneu furado a uma inundação na cozinha. No orçamento que calcular para a vida fora, deixe uma boa margem para estas eventualidades.

Adira a plataformas que lhe permitem crescer como nómada digital

Para se tornar um nómada digital, vai precisar de ferramentas que lhe permitam gerir os negócios à distância. É aqui que entra o OLX Pro, desenhado a pensar nos profissionais que precisam de uma forma ágil de vender online, sem custos e com o apoio de uma equipa que compreenda o que é a vida de nómada.

O registo é simples e 100% digital e, com apenas alguns cliques, pode começar a vender para um universo de 15 milhões de utilizadores. Basta preencher este formulário.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário