Sou Pro

Os negócios lucrativos que mais cresceram em 2020

Negócios lucrativos que mais cresceram em 2020

A pandemia de Covid-19 teve consequências graves para a saúde de milhões de pessoas por todo o mundo. Paralelamente, a nível económico, estima-se uma queda de 4% no PIB global e a eliminação de 25 milhões de empregos em todo o mundo.

Muitos setores de atividade – viagens, restauração eventos, comércio físico – foram desproporcionalmente afetados e viram-se obrigados a reinventar os seus modelos de negócio. No sentido inverso, outras empresas ganharam um novo propósito durante os últimos meses e viram-se na posição de servir um número de pessoas invulgarmente elevado.

Com base nas estatísticas de pesquisas online e nos indicadores económicos para 2020, é possível extrair algumas conclusões. Estes foram alguns dos negócios lucrativos que mais cresceram no ano passado, dos mais surpreendentes aos já bem estabelecidos.

Se está a pensar lançar um projeto novo, ou dar uma nova vida à sua empresa, confira esta lista.

Os produtos alimentares Bio & Saudável são um dos negócios lucrativos que ajudaram milhares de portugueses na pandemia

A alimentação saudável ​​está (ainda mais) na moda. Como resultado, muitos dos negócios lucrativos de 2020 nasceram de novos tipos de alimentos. Dos produtos feitos com frutas e vegetais não processados, aos que imitam o sabor e a textura de fast food mas com menos calorias e ingredientes artificiais, a oferta nesta categoria tem vindo a crescer. Em particular, destacam-se os produtos de baixo teor calórico.

As novas empresas neste setor conseguem desmistificar o conceito de que produtos “vegan”, “glúten-free” e “sem açúcar” não são tão saborosos. Os negócios lucrativos conseguiram encontrar o equilíbrio entre sabor e saúde.

No entanto, as novas empresas neste setor enfrentam os obstáculos típicos na indústria agroalimentar, incluindo ter produzir e desenvolver os produtos, localizar distribuidores, cumprir as regras da ASAE e gerir a logística associada ao negócio. Não é por acaso que as empresas logísticas também integram o ranking dos negócios lucrativos que mais cresceram no ano passado.

Logística

As empresas de logística são outros dos negócios lucrativos de 2020. Em parte, o crescimento deve-se ao boom do e-commerce em Portugal, que, desde março, cresceu 150% para passar a valer 110 mil milhões de euros por ano.

Mas há outros fatores por detrás deste crescimento. Por um lado, o volume de dados gerado por esta indústria – especificamente pelos GPS dos condutores e veículos – tem vindo a aumentar e só recentemente começou a ser utilizado em todo o potencial para gerar maior eficiência.

É agora possível satisfazer a procura, que tem vindo a crescer, com soluções que economizam nos tempos de condução, quilómetros percorridos e consumos de combustível.

Por outro lado, a automação parece estar a chegar finalmente em força a este setor. A área de software de planeamento de rotas, um dos subsetores que mais se destacou, utiliza os dados recolhidos para ajustar rotas, definir horários de carga e descarga, otimizar a ocupação dos camiões e até alocar de recursos auxiliares de carga e descarga.

Este crescimento não passou naturalmente despercebido a alguns gigantes internacionais, e este é mesmo um dos desafios das novas empresas no setor.

Como ganhar produtividade com a gestão de armazém

Os bens de consumo sustentáveis são um dos negócios lucrativos com maior previsão de crescimento para os próximos anos

A pandemia teve um efeito inesperado em muitos portugueses: tornou-nos mais conscientes do nosso impacto ecológico.

A tendência não se fica só pela consciencialização. A transição ecológica já se tornou um dos negócios lucrativos que mais cresceram em 2020. Uma nova geração de startups de bens de consumo está a desenvolver alternativas recicláveis ​​​​para uma variedade de produtos domésticos – desde lâminas de barbear, a produtos de limpeza, a latas de cerveja.

O desafio, para as organizações que procuram ganhar um pé nesta área, é produzir alternativas biodegradáveis ​​com métodos de fabrico que sejam, também eles, carbon-neutral.

Não basta produzir um produto mais ecológico ou reciclável, é necessário que toda a cadeia de valor seja repensada para minimizar o impacto no ambiente. Os clientes estão cada vez mais sensíveis à proveniência dos produtos que consomem.

Mobilidade sustentável: de hobby a um dos negócios lucrativos dos últimos meses

Durante os últimos meses, tem sido notória a dificuldade que muitos fabricantes têm tido para satisfazer as encomendas de bicicletas. Dados os benefícios para a saúde e o meio ambiente, não é de admirar que andar de bicicleta se tenha tornado uma das atividades ao ar livre mais populares.

Tudo o que é saudável, popular, bom para o meio ambiente é um candidato a ser um dos negócios lucrativos do ano, e a mobilidade sustentável não é exceção. Os indicadores são positivos e, em 2020, produziram-se em Portugal 2.700.000 bicicletas, e ultrapassou-se a meta de 400 milhões de euros em exportações, dois números record para a indústria.

Além das bicicletas tradicionais com pedal, também as e-bikes e os hoverboards têm ganho fãs. 

Numa indústria desta dimensão, existem empresas estabelecidas que fazem com que a entrada neste setor seja desafiante, mas não impossível. É possível transformar um hobby  num dos negócios lucrativos do ano.

Pode começar por vender diretamente os seus modelos no OLX, sem custos ou barreiras à entrada. Basta colocar alguns dos seus protótipos à venda e ir aumentando a produção com base nos resultados iniciais. Assim, começa a custo zero.

Serviços de gestão de instalações

Os serviços de gestão de instalações abrangem a limpeza, segurança, manutenção do edifício, pintura e mudanças. Com o advento da pandemia, cresceu naturalmente a procura de trabalhos relacionados com a higienização, limpeza e desinfeção de casas, mas também de escritórios e armazéns.

As empresas com vertente tecnológica a operar nesta área – que conseguem simplificar a gestão dos serviços via app ou site – são especialmente procuradas. Com o OLX, pode estrear-se nesta área com uma plataforma intuitiva sem saber programar. Basta registar a sua empresa com o OLX e começar a trabalhar.

Se tem experiência em manutenção, limpeza e construção, porque não criar uma empresa para coordenar este tipo de serviços? E para começar, basta criar um perfil no OLX Pro, e pode começar hoje a vender para um universo de 80.000 consumidores diários.

Fitness digital

Com uma boa parte da população mundial em casa – e os ginásios fechados – outro setor que cresceu foi a prática de exercício físico em casa.

Esta tendência fez disparar a procura por equipamentos desportivos online. Os volumes de pesquisa no google por cordas para saltar e halteres aumentaram 70% em 2020. O mesmo aconteceu com faixas elásticas, bicicletas para spinning, elíticas, caneleiras com pesos, aulas de yoga online, barras para flexões – todos sofreram um aumento de procura significativo nos últimos meses.

Em plena 1ª onda da pandemia, batia-se um novo record no mundo do fitness digital: a maior aula online de sempre, com 23.000 participantes ao vivo e em direto, ligados a uma bicicleta estática.

O OLX é o seu parceiro digital para lançar um destes negócios lucrativos. Quando estiver pronto para começar a custo zero, registe a sua empresa no OLX Pro. Vai ter acesso a uma equipa de gestores que o ajuda, passo-a-passo. E está em boa companhia, são já centenas de empresas que começaram a vender no OLX.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário