Sou Pro

Influencer Marketing: realmente funciona?

Jovem influencer a filmar com smartphone

Respondendo à questão do título – sim, o influencer marketing funciona, mas… Há algumas variáveis a considerar para que tal aconteça. Por isso, desenvolvemos este guia, para que possa equacionar desenvolver uma estratégia de influencer marketing. 

O que é o Influencer Marketing

A publicidade “boca a boca” (word of mouth, em inglês) sempre foi uma das formas de publicidade mais eficientes, mas também a mais difícil de obter. Isto porque depende inteiramente de pessoas que compram ou utilizam o serviço de uma marca. 

Uma vez satisfeitos com o que adquirirem, os consumidores passam a ser defensores da marca, a publicitar e aconselhar os seus serviços à sua família e amigos. 

É esta ação que o digital influencer tomará em prol de uma marca. E, embora dependa de pessoas contratadas para isso, a ação será tão mais efetiva quanto mais genuínos os influenciadores forem em relação à marca.

A grande vantagem do influencer marketing é a inclusão do produto ou serviço na vida normal do influenciador. O produto ou serviço deixa de ser algo que é apenas comercializado, para ser algo real, que já faz parte da vida de alguém e que lhe traz benefícios. Benefícios esses que são passados pelo influencer aos seus seguidores nas suas redes sociais. 

O poder do influencer marketing

O que torna um influenciador tão especial? Em parte, o facto de ser mais humano, mais próximo, do que uma celebridade. O que usa, os locais que frequenta, identificam-se mais facilmente com a realidade das “pessoas normais”, do seu público-alvo. É esta normalidade do influencer que o torna tão relevante numa estratégia de marketing.

É, assim, a normalidade do influencer que torna o seu word of mouth tão poderoso. Ao contrário da celebridade, o seu poder de influência não se relaciona com o “querer ser igual à celebridade”. Mas sim, com o “se ele pode, e é uma pessoa normal, eu também posso”. “Se ele usa, e é acessível para ele, eu também posso”.

O poder relacional entre o influencer e o público-alvo é muito mais próxima do que a relação com uma celebridade. Ainda para mais considerando a abertura e a necessidade que estes influencers digitais têm de interagir com os seus seguidores. Não basta postar conteúdo, é necessário interagir verdadeiramente. Comentar com frequência os posts e posts de outras pessoas. Ou, pelo menos, é um influencer que aja assim que deve considerar na sua estratégia de marketing. 

8 estatísticas que justificam a aposta no influencer marketing

O marketing é um caminho para aumentar vendas e as vendas medem-se com números.

1# 49% dos consumidores dependem das recomendações de influencers.

2# 40% dos consumidores compram algo depois de verem o produto numa rede social como o Twitter.

3# 70% dos adolescentes que subscrevem um canal de youtube vêm os criadores de conteúdo/influencers como mais relevantes do que celebridades.

4# 86% das mulheres usam alguma rede social para se aconselharem com a sua próxima compra. 53% das mulheres compram algo depois de recomendado por um influencer

5# Por cada dólar gasto em influencer marketing, uma marca tem um ROI de 6,5 dólares. 

6# O influencer marketing tem um valor aproximado de 8 bilhões de dólares. Este valor deverá duplicar até 2022, fazendo deste canal de marketing aquele que está a crescer mais rapidamente. 

7# 40% do utilizadores de internet utilizam ad-blocks, invalidando assim os métodos de publicidade tradicional.

8# 65% dos utilizadores do Instagram são jovens, o público mais sensível aos influencers.

Os diferentes tipos de influencers no funil de marketing

Dos números passamos para a fase de adaptação de uma estratégia de influencer marketing ao seu funil de marketing. É a adequação correta do tipo de influencer à estratégia que define o sucesso do influencer marketing.

Poderá utilizar o influencer marketing em qualquer fase do funil de marketing. É o seu objetivo que define a etapa do funil onde deve inserir a estratégia do influencer marketing. Sendo assim, comecemos da base do funil – notoriedade – à sua ponta – compra.

1. Notoriedade

Na base do funil, os macro influenciadores são os mais eficientes. Um macro influenciador é alguém com mais de 500 mil seguidores.Nesta fase inicial do funil, o alcance e as impressões das publicações são as métricas mais importantes a analisar. O objetivo é chegar ao maior número de pessoas possíveis, aumentando a notoriedade da marca. 

2. Interesse

Chegamos à segunda base do funil. Aqui os influencers de nível médio, de 100 mil a 500 mil seguidores são eficientes quando optam por uma narrativa de storytelling capaz de criar interesse nos seus seguidores. O objetivo é captar o interesse do público pela promoção do produto como parte da vida do influencer. 

A engagement rate e o custo por interação são as métricas a seguir para avaliar o impacto destes influencers na marca. Uma vez que se encontra no segundo nível do funil, o alcance e impressões das publicações também são métricas relevantes. 

3. Consideração

Chegamos ao terceiro nível do funil de marketing. Aqui o objetivo é que o público considere adquirir o seu produto/serviço. 

Os micro-influencers (10 mil a 100 mil seguidores) e parte dos influencers médios são eficientes nesta etapa.

A taxa de interação e o custo por interação são ainda mais relevantes neste nível. Relacionam-se diretamente com a interação entre o seguidor e o influencer. É uma fase onde o seguidor se aconselha com o influencer.

4. Intenção

Começamos a entrar nas etapas finais do funil – chegamos à conversão do interesse em intenção de compra. 

Aqui os micro-influencers são os que se revelam mais eficientes. São eles que transportam os seus seguidores da fase de Consideração à Intenção. 

Avaliar o tráfego gerado por estes influencers e o custo por clique (CPC) são as métricas a analisar. Também poderá analisar o custo por interação e a engagemeent rate. 

5. Avaliação

O seguidor começa a ponderar realmente a compra. Os nano influencers entram nesta etapa, a par dos micro influencers. Mas são os primeiros, com um público entre 1000 a 10.000 seguidores, que asseguram maior poder de interação e confiança. São o tipo de influencers “mais humanos” e é por isso mais fácil confiar neles. 

Como já estamos na fase final do funil, deve-se já aqui avaliar o Retorno sobre o Investimento (ROI) e o Custo por Aquisição (CPA). 

6. Compra

A última fase do funil, onde os nano influencers, pela sua maior proximidade com os seus seguidores e, por serem mais comuns em nichos de mercado, são os mais eficientes.  

As métricas de avaliação são as mesmas do que na fase de Avaliação – ROI e CPA.

Quando é aconselhável adotar uma estratégia de influencer marketing?

Existem cenários diferentes e por razões diferentes onde se pode enquadrar uma estratégia de influencer marketing. De uma forma geral, estas são as razões principais que podem levar a isso:

1# Aumentar o alcance da marca nos canais digitais;

2# Influenciar a opinião de compra dos consumidores;

3# Reposicionar a marca;

4# Ajustes orçamentais que podem levar ao influencer marketing como um tipo de marketing mais económico. Muitas vezes basta ceder o seu produto ou serviço em vez de pagar para falarem da sua marca;

5# A tipologia do produto também define se o influencer marketing é ou não relevante. À cabeça surge a indústria da moda como um dos setores onde o influencer marketing é mais influente;

6# Lançamento de um novo produto ou serviço;

7# Público alvo é jovem e utilizada avidamente as redes sociais.

Agora que sabe tudo o que precisa de saber sobre o marketing de influência, comece a fazer crescer a sua presença online. Se precisar de um canal para chegar a milhares de pessoas todos os dias, já sabe: crie hoje o seu perfil no OLX.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário