Sou Pro

Guia para abrir um franchising em Portugal

Guia para abrir um franchising em Portugal

O arranque de um novo negócio é sempre uma fase sensível: os clientes não conhecem a marca e, por isso, podem demorar meses ou anos até ver crescimento considerável. Mas e se houvesse uma forma de começar uma empresa que já tivesse um nome reconhecido no mercado? É aqui que entra o conceito de franchising. Descubra o que é, como funciona e como abrir um em poucos passos.

O que é o franchising e como funciona?

O conceito de Franchising define-se como uma relação de cooperação de longa duração entre duas entidades, jurídica e financeiramente independentes, o Franchisado e o Master Franchising. Desta forma, o Franchising assenta no relacionamento entre a empresa detentora da marca (o Franchisador), o Master Franchising, e os seus Franchisados.

  • Franchisador. Empresa original com um negócio bem-sucedido no mercado e que pretende expandir o seu conceito desta forma.
  • Master Franchisado. Franchisado que compra os direitos de um franchising para uma região ou país. Tem autorização para abrir unidades próprias e para subfranchisar.
  • Franchisado. Empresário ou sociedade que adquire o direito de abrir uma loja do negócio do franchisador.

Para formalizar o Franchising é estabelecido um acordo contratual em que o Master Franchising concede ao Franchisado o direito de usar um conceito de negócio já desenvolvido e testado, incluindo o uso da marca, os produtos e/ou serviços e/ou tecnologias, o apoio operacional, comercial e de marketing.

Quais as vantagens do franchising?

Estas são as principais vantagens de abrir um franchising para um franchisado.

  • Reconhecimento. Tipicamente, o franchising é um modelo de crescimento escolhido por marcas de grande implantação no mercado, já conhecidas pelo público.
  • Segurança. O franchisado tem acesso a know-how e a formação que lhe permitem explorar o negócio com a maior rentabilidade possível.
  • Aprendizagem. Um empreendedor, sozinho numa start-up, tende a cometer erros comuns, que são evitados com o franchising, pois recebe toda a formação necessária para lhe dar a garantia de que está a investir num negócio de sucesso comprovado.
  • Economias de escala. O franchisado ganha poder negocial na compra de materiais, fornecedores e serviços, como por exemplo publicidade, bem como na negociação de rendas.

Quais são os tipos de empresa que existem em Portugal?

Como abrir um franchising?

Descubra como começar um franchising de forma simples.

1. Escolha o setor de franchising

Consultoria financeira, grande distribuição e mediação imobiliária são alguns dos setores que mais cresceram com o franchising. Mas há muitas outras áreas que apresentam um crescimento relevante.

  • Ginásios: Antes da pandemia, era o setor com crescimento mais rápido – a ginástica e o desporto são cada vez mais vistos como uma necessidade de saúde e não um luxo.
  • Saúde: O envelhecimento geral que se constata existir cada vez mais em Portugal faz com que o setor da saúde prospere. Espaços de atendimento a doentes e idosos, bem como parafarmácias, tendem a ter uma boa taxa de crescimento tanto em bons como maus momentos económicos.
  • Formação: Esta é uma indústria em crescimento, tendo em conta a volatilidade atual do mercado de trabalho em Portugal.

5 perguntas para saber se chegou o momento de empreender

2. Escolha a empresa

Depois de saber o setor em que vai atuar, está na hora de encontrar um Franchisador ou Master Franchising.

Para começar a pesquisa, existem várias plataformas a ter em conta, como o da APF (Associação Portuguesa de Franchising), o Eurofranquias e Best Franchising que reúnem grandes marcas e realizam muitos eventos. Online, é possível ter acesso às informações gerais das marcas, bem como os valores de investimento necessários.

Todos os sites possuem franchisings em diversos setores. Atualmente, estes são alguns dos principais franchisings em Portugal:

  • JaniKing – Serviços de limpeza de prédios comerciais, escritórios, hotéis etc.
  • DS Seguros – Aconselhamento e venda de seguros. 
  • BodyConcept – Grupo de estética e beleza, com mais de 170 unidades no mundo.
  • EcoCarWash – Lavagem automóvel com grande foco ambiental.
  • Sushimore – conceito de sushi de grande qualidade a preços acessíveis.
  • Loja do Condomínio – administração de condomínios.
  • Urban Obras – especialista em remodelações, reabilitação e decoração de imóveis.
  • ItStyle Make Up Milano – rede de maquilhagem, perfumaria e acessórios.

O último estudo realizado pela info franchising destacava as seguintes marcas no Top de crescimento:

3. Avalie o investimento inicial

Não há um custo fixo para abrir um franchising. O valor a pagar varia consoante o setor de atividade ou o negócio escolhido. Por exemplo, os valores de franchising low cost estão balizados entre 5.000 € e os 10.000 €. No entanto, o montante a pagar pode ser mais elevado em determinadas marcas ou negócios.

Estas são as principais rúbricas de custos:

  • Investimento. Valor que o franchisado necessita para iniciar a atividade: equipamentos, obras, mobiliário, direito de entrada, fundo de maneio, etc.
  • Direito de Entrada. Valor que o franchisado tem de pagar na assinatura do contrato, correspondente ao direito do uso da marca e de se tornar membro de uma cadeia já existente e estabelecida no mercado.
  • Taxa de Publicidade. Contribuição de todos os franchisados para um fundo comum (para despesas de promoção da marca e dos produtos ou serviços).
  • Royalties. Valor fixo ou percentual da faturação, a ser pago ao franchisador, pelo uso contínuo da marca e do conceito do franchisador.

4. Estude o mercado

Escolhidos o sector e a empresa, estabeleça contacto e realize reuniões com a empresa em questão de modo a perceber quem são os sócios, qual a sua política empresarial, quais os objetivos da marca e metas a atingir.

Complemente a informação recolhida com dados (estimativas de receitas, custos da loja, custos dos produtos, margens, etc.) de outras lojas franchisadas.

Estude a concorrência e considere o que terá de enfrentar, como tem sido o seu desenvolvimento e como poderá fazer a diferença.

Encontre alguns franchisados perto de si e faça-lhes uma visita. Estão satisfeitos com o apoio do Franchisador? A realidade do negócio está de acordo com as expectativas que tinham (financeiras e outras)?

5. Encontre uma localização

No caso de um franchising com um espaço físico, o franchisador vai exigir certos requisitos para o local e terá de aprovar a localização antes de poder avançar.

6. Obtenha autorizações

Cada setor tem os seus próprios requisitos em matéria de autorizações e seguros. O Franchisador provavelmente terá conhecimento prévio das licenças e seguros necessários para operar o seu sistema de negócios. No entanto, é boa ideia verificar com as autoridades locais para garantir a conformidade.

OLX, o parceiro dos negócios digitais

O OLX Pro é o portal desenhado a pensar nos empreendedores que querem vender mais sem preocupações. Depois de criar o seu franchising, basta criar a sua página personalizada para vender para mais de 15 milhões de visitantes mensais sem pagar comissões. E tudo isto sem sair de casa, com a parceria entre os CTT e o OLX que recolhe as encomendas no sítio que designar e entrega na casa dos clientes.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário