Sou Pro

Educação à distância como torná-la rentável

Jovem estudante a assistir aula online

A educação à distância entrou no dicionário dos portugueses este ano. Mas este já era um mercado em crescimento, principalmente para professores ou explicadores que procuravam um rendimento extra com aulas online.

Agora é a altura ideal para tornar esta fonte de rendimento ainda maior. Neste guia, vamos seguir três etapas e rever a matéria, ponto a ponto. No final, estará pronto para tornar a educação à distância mais rentável para si.

Etapa 1 – Definição: área, equipamento, despesas e preço a cobrar

1. Defina bem a área em que irá lecionar

Apesar da educação à distância ser um setor em crescimento, a verdade é que já existe muita concorrência online. Para que se possa destacar no mercado, primeiro precisa de definir bem a sua oferta.

O primeiro passo é olhar para as suas skills:

  • Qual a sua área de especialização (matemática, português, nutrição)? Onde pode acrescentar mais valor para os alunos? Dentro dessa área de especialização, há algum tema em particular que se destaque? Por exemplo, Álgebra ou Português de 12º ano? Quanto mais especializados os conhecimentos, maior tende a ser o valor por aula.
  • Qual é o seu método de ensino? A sua abordagem ao ensino é diferenciadora de alguma forma?
  • Quantos anos tem de experiência? 
  • Tem algum diploma, curso, formação em algo muito específico? Ex: formação certificada em AutoCAD, Photoshop, etc?
  • Irá definir-se como professor ou explicador? Um explicador não precisa necessariamente de ser professor, mas precisa de um conhecimento aprofundado naquilo em que dará suporte ao aluno.

Uma das formas de sobressair num mercado saturado é focar-se em nichos. No mundo online, com a possibilidade de acesso a milhares de pessoas, quanto mais específica for a sua área, menos concorrência terá. Isto quer dizer que também poderá cobrar mais e encontrar alunos dispostos a pagar o preço pelas suas aulas online.

O segundo passo é analisar o mercado da educação à distância e o que estão a fazer os outros professores online.

Através do OLX pode verificar quais as áreas de professores ou explicadores com mais procura. Verifique a sua concorrência. Como é que eles se estão a “publicitar”? Como pode descrever a área em que irá lecionar? Como é que se pode destacar em relação a eles?

Poderá utilizar este método de pesquisa e análise noutros sites de educação à distância que iremos mencionar mais abaixo.

No OLX, nem todas as ofertas de serviços de professores e explicadores são para ensino à distância. Por isso, se a sua aposta vai neste sentido, de dar aulas online, uma das formas de se destacar no OLX é mencionar isso mesmo no anúncio.

2. O equipamento fundamental para dar aulas online

Webcam, microfone e uma conexão à internet estável e de qualidade. Se lhe falta algum destes elementos, antes de começar a dar aulas online, invista nele.

Um aluno que não consiga perceber o que o professor está a dizer por alguma falha técnica de equipamento, é um aluno que acabará por desistir.

Depois do equipamento é também importante que consiga ter em sua casa uma área dedicada ao home office. Livre de distrações e onde possa transmitir a sua aula online sem qualquer problema ou embaraço.

3. Esteja atento às suas despesas

Uma das vantagens de dar aulas online é a eliminação de gastos com transportes. No entanto, existem outras despesas que são sempre inerentes a atividades de educação à distância. Assim deverá estar atento às seguintes despesas:

  • Eletricidade;
  • Internet;
  • Equipamentos informáticos;
  • Subscrição de algum software útil para as suas aulas ou gestão de conteúdos.

O preço que irá cobrar pelas suas aulas online deve ter em conta estas gastos. Ao cobrar à hora sem considerar estes gastos, está a tornar o seu trabalho menos rentável.

4. Analise o mercado e defina o seu preço

Para definir o seu preço tenha em conta o seguinte:

  • As suas despesas;
  • O tempo que dedica a preparar as aulas:
  • Se cobrará à hora, por aula ou pacotes de aulas (e garanta a rentabilidade em todas as versões)
  • Os preços praticados pela concorrência;
  • Os seus anos de experiência em ensino (normal e/ou à distância);
  • As suas skills ou competências em que mais se distingue
  • Se o que vai ensinar é algo específico e com pouca concorrência;
  • Os seus objetivos financeiros;
  • A época do ano (época de exames há mais procura por explicações).

Defina um preço justo de acordo com os seus objetivos financeiros. Se a única maneira de ter alunos online é com um preço baixo, existe uma grande probabilidade de não se sentir motivado.

Se está a começar e quer atrair mais alunos rapidamente, poderá equacionar baixar o preço e torná-lo mais competitivo. Ainda assim, é importante que a médio e longo prazo consiga estabelecer um preço que seja justo e motivador para si.

Etapa 2 – A qualidade das aulas faz a diferença

1. Personalize a experiência

Para muitos alunos, a educação à distância é sinónimo de flexibilidade, e de uma maior dedicação do professor ao aluno.

Numa sala de aula com 30 alunos é difícil prestar atenção a todos e ajudar ao seu desenvolvimento, mas aqui, pode e deve fazê-lo.

Se o aluno sente que a aula é preparada para ele, vai-se sentir mais motivado, com mais força para voltar e até o recomendará a outros potenciais alunos.

2. Crie conteúdos standard

Pode parecer uma dica em contrassenso com a anterior, mas é possível conjugá-los. É importante, para que possa rentabilizar o seu tempo, ter materiais de ensino de base em se possa apoiar.

3. Grave vídeo-explicações para que o aluno possa rever mais tarde

Provavelmente, as suas aulas online terão uma duração entre 1h30 a 2h. Mas para além deste período é importante que o aluno tenha materiais aos quais possa recorrer para continuar a aprender.

É aqui que entram as vídeo-explicações. Para tal, basta utilizar um smartphone ou um software de captura de ecrã para explicar algo específico.

Imagine que está a explicar um cálculo. Ao utilizar um software de captura de ecrã* pode ir fazendo o passo a passo do cálculo enquanto narra a explicação. Depois, é só enviar para o aluno ou colocar numa cloud online para que ele ou outros alunos possam aceder sempre que precisarem.

*Num computador com o Windows 10 pode aceder ao software de captura de ecrã clicando em simultâneo nas teclas “windows” e G.

Etapa 3 – Conquistar novos alunos

1. Defina a sua imagem de marca

Está a vender os seus serviços e por isso precisa de se destacar. Ao criar um anúncio online ou estando presente em alguma plataforma, capriche na sua imagem de apresentação. É o primeiro contacto que aluno/cliente tem consigo. 

Faça uma boa foto sua, profissional e enquadre-a com a informação da sua área de expertise.

2. Crie um website pessoal

Ao criar um website pessoal está já a trabalhar na sua marca como professor online. Dá-lhe um ar mais sério e credível e é também um espaço onde os seus alunos podem partilhar as suas opiniões sobre si.

O seu site é uma ferramenta para explicar os seus métodos de ensino, os assuntos que aborda e oferecer algum “brinde” de entrada a um potencial cliente. Por exemplo, se professor de inglês, pode oferecer um ebook com os verbos mais utilizados nesta língua, ainda antes do aluno se inscrever nas suas aulas. 

Com a criação do seu site também pode explorar o mundo da publicidade online, como por exemplo, através dos anúncios no google. O wordpress e o wix são duas boas ferramentas gratuitas para construir o seu website.

3. Crie um perfil em sites de aulas online

Em Portugal existem dois sites especializados em educação à distância, onde pode criar um perfil e oferecer os seus serviços como professor. Tenha em atenção que estas plataformas têm custos associados. São elas o ‘Superprof’ e o ‘Explicas-me’.

4. Publicite as suas aulas online

Uma das formas mais rápidas para conquistar novos alunos é anunciando as aulas online. Pode fazê-lo, por exemplo, no OLX sem qualquer custo e aplicando as melhores práticas descritas até aqui.

Outra ideia interessante ao anunciar as suas aulas online é ter o mindset de um vendedor. Que título poderá ter o seu anúncio? Consegue acrescentar alguma oferta interessante? Em vez de cobrar à hora, poderá oferecer 10 aulas pelo preço de 9?

5. Faça ofertas nas alturas certas

Na sua área de ensino, em que alturas há mais alunos à procura de apoio? Esta informação é fundamental para anunciar os seus serviços na hora “h”. 

Esta hora “h” é a altura ideal para investir em anúncios pagos, que lhe garantem uma posição de destaque na web, cada vez que alguém procure por ‘aulas online’. 

Imagine que é a época de exames e é professor de português. Poderá criar um anúncio no OLX com o seguinte título: Explicações Português 12º ano – Preparação p/exame.

E agora, está na hora de se lançar mundo da educação à distância.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário