Sou Pro

Competências para o currículo: 6 aptidões que deve procurar para a sua empresa

competências para o currículo que deve procurar

O currículo é, muitas vezes, a primeira impressão que um candidato apresenta ao recrutador. Entre tantos CV para analisar, é importante dar atenção a alguns elementos chave, para melhor identificar o candidato perfeito para a sua vaga. Descubra as competências para o currículo que deve procurar.

1. Avalie o design do currículo

A qualidade formal e estética de um currículo é representativa de algumas das competências mais valorizadas no mundo empresarial. Uma apresentação cuidada, bem organizada, com uma hierarquia de informação fluida, sinalizam um candidato organizado e atento ao detalhe. Além disso, uma formatação confusa e incoerente pode ser indicadora de imaturidade e falta de atenção, o que deve ser considerado com cautela.

Verifique também a correção linguística, erros gramaticais e semânticos. Esta é uma competência transversal a qualquer área de negócio; praticamente todos os elementos de uma equipa, em determinados momentos, terão que escrever um e-mail, um relatório ou outro tipo de documento, e aqui poderá pré-avaliar a competência de escrita.

Artigo relacionado: 10 dicas práticas para fazer o CV

2. Analise a evolução profissional e formativa

Dê atenção a todas as experiências profissionais do candidato, e verifique se indicam uma tendência de evolução, desenvolvimento e especialização. Se existir, é um indicador de que o profissional está a dedicar-se à carreira. O ideal é apresentar um histórico de progresso em direção a áreas de maior responsabilidade.

Confirme também se o candidato investe periodicamente em formação alinhada com a experiência profissional. Desta forma poderá saber se a pessoa procura ativamente progredir nos seus conhecimentos e competências, sinal de que terá como objetivo alcançar um melhor desempenho.

3. Considere as informações adicionais

Procure experiências adicionais do candidato, como atividades extracurriculares, estágios, intercâmbios, projetos sociais ou voluntariado. Mesmo que não tenha relação direta com a função, pode a partir daqui extrair informações importantes, como o interesse do profissional em se desenvolver pessoal e profissionalmente, e alguns valores, como o espírito de equipa, sentido de entreajuda, resiliência, capacidade de liderança, autonomia, resolução de problemas ou iniciativa.

É uma forma de saber se as características de personalidade do candidato estarão alinhadas com os valores e cultura da entidade contratante, sendo assim mais provável existir compatibilidade, não só com a função, mas também com a identidade da empresa.

4. Observe a forma como se apresenta

As primeiras impressões contam. Por isso, preste especial atenção à forma como o candidato se apresenta e às suas motivações e principais competências. Verifique se consegue expor as suas qualidades de forma clara e adequada ou se, por outro lado, utiliza uma linguagem vaga, ambígua ou genérica. Esta é uma forma de avaliar o seu perfil comportamental e a sua capacidade de comunicação, bem como a adequação da sua postura a uma situação profissional.

5. Faça uma primeira triagem de acordo com o perfil pretendido

Trace um perfil do candidato ideal, considerando as competências e experiências necessárias ao cargo e, tendo em mente esse perfil, faça uma primeira triagem de todos currículos. Não é necessário avaliar com detalhe todos eles e, desta forma, conseguirá ganhar tempo e agilizar o processo. 

Depois de colocar de parte os currículos que, inequivocamente, não se adequam ao pretendido, faça agora uma segunda análise, desta vez mais ponderada e detalhada. A atenção, nesta segunda fase, é muito importante, para evitar que bons profissionais sejam eliminados do processo e identificar os melhores candidatos para entrevistar.

Artigo relacionado: 11 dicas para entrevistas de emprego infalíveis

6. Faça uma boa gestão de todo o processo

Receber uma grande quantidade de candidaturas pode ser um desafio, pelo que é importante garantir uma boa gestão de todos os passos.

Quando procura um profissional para uma determinada função, é provável que encontre candidaturas adequadas a outras vagas na empresa. Neste caso, a tentação poderá ser convocar também esses candidatos. Contudo, mantenha o foco na vaga atual. Separe o currículo e guarde-o para uma oportunidade posterior.

Se nenhuma das candidaturas se adequa ao perfil da vaga, não contrate “só por contratar”. Isto pode trazer consequências indesejáveis para os resultados da empresa e para o próprio profissional, no futuro. Assim, reinicie o processo, anuncie novamente a vaga e prepare-se para um novo processo de recrutamento.

No final, forneça sempre feedback, independentemente do resultado do recrutamento. É uma forma de fortalecer a relação entre as partes e de criar uma imagem positiva da empresa, uma vez que demonstra preocupação com o outro.

O processo de recrutamento é o primeiro grande passo para gerar mais resultados para a sua empresa. O OLX Business está ao lado das marcas que ambicionam um crescimento sustentável, e proporciona uma plataforma completa para aumentar as vendas online, sem comissões associadas. Com os recursos certos, poderá digitalizar o seu negócio e obter resultados ainda mais satisfatórios. Registe-se já hoje no OLX Business.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário