Sou Pro

Como reduzir custos de envio? Siga estas recomendações

Como reduzir custos de envio

Quanto custa o envio?

Não se melhora o que não se mede e poucas métricas são tão importantes como o custo por quilómetro de cada embalagem enviada

Por exemplo, se num determinado mês pagou 10.000€ em envios e percorreu 5.000 km e enviou 100 encomendas, quer dizer que neste mês cada caixa enviada custou 0.02 € / km. Se no mês seguinte esse valor sobe para 0.04 €/km, algo terá corrido mal – talvez não tenha conseguido agrupar os pedidos por localização geográfica, preenchido corretamente os carros, ou talvez tenha feito demasiadas “viagens em vazio” (deslocações sem carga). 

É importante acompanhar este KPI, identificar variações e perceber o que motiva eventuais subidas.

KPIs: o que são e como ajudam o seu negócio?

Quem trata dos envios?

Numa primeira fase, em pequena escala, pode decidir gerir os envios sozinho, a partir de casa ou de um pequeno armazém. Mas há medida que o negócio ganha escala, rapidamente fica claro que esta não é a melhor opção. As economias de escala que as empresas logísticas conseguem obter tornam a subcontratação deste processo mais rentável.

O primeiro passo para otimizar o processo de envios, e reduzir custos, é fazer uma boa seleção de parceiros logísticos. Por isso, no OLX, estabelecemos uma parceria com os CTT, que tratam do envio e recolha das encomendas das empresas que vendem através do OLX Pro.

Através desta parceria, os CTT tratam da recolha dos produtos no local que designar e entregam diretamente em casa do cliente. Este serviço tem um preço exclusivo para as empresas que se encontram registadas no OLX Pro.

Qual é a melhor localização para o armazém?

Quando o empreendedor gere todo o processo de envios sozinho, a partir de uma localização única, está mais limitado no que toca à localização geográfica do armazém. Mas ao recorrer a um parceiro especializado, é importante selecionar cuidadosamente a localização das operações para reduzir o custo médio e o tempo de envio. Quanto maior a distância ou mais dispersa a zona de entregas, mais caro será o processo. 

Aqui chegados, os empreendedores precisam escolher entre fazer viagens mais longas ou ter o produto em mais localizações, mais perto dos clientes e reduzir o custo por envio. Com o aumento das vendas, a 2ª opção fica mais barata e garante um tempo de entrega inferior. É o mesmo que enviar todas as encomendas do Porto para Lisboa ou ter um armazém no Porto a partir do qual é feita a distribuição nesta zona.

As taxas de devolução são elevadas?

Em média, 1 em cada 3 produtos comprados online são devolvidos. As principais causas das devoluções são o envio de produtos ou tamanhos incorretos, artigos que não correspondem às expectativas ou descrições e estragos no envio. Para minimizar as devoluções, siga estas recomendações:

  • Escreva descrições detalhadas do produto e organize a informação mais importante em tabelas ou bullets;
  • Alerte os clientes sempre que o tempo de envio for superior ao “normal”;
  • Disponibilize medidas personalizadas para cada produto, em vez de dimensões genéricas para marcas ou categorias;
  • Forneça uma grande variedade de imagens de produtos que mostram vários ângulos e situações de utilização;
  • Peça feedback aos clientes para saber o que deve melhorar.

Existe um planeamento a longo prazo?

A maioria das empresas de ecommerce está sujeita a alguma forma de sazonalidade – seja no Natal, na Páscoa ou no verão. Para minimizar os custos de transporte, é importante antecipar estes momentos de “pico” e reservar antecipadamente capacidade de produção, processamento, armazenamento e envio. Desta forma, terá acesso a melhores preços e poderá evitar custos especulativos.

Os processos repetitivos estão automatizados?

Para ganhar produtividade e reduzir os custos de envio, o primeiro passo é digitalizar e integrar processos. Para o fazer, experimente:

  • Interligar canais de venda, como a loja online, lojas físicas, app e redes sociais, para que tenha as encomendas sempre atualizadas num único “local”;
  • Integrar informação de vendas com gestão de stocks e status das encomendas, para que não ter de manualmente “lançar” encomendas ao fornecedor nem ao distribuidor logístico;
  • Criar uma área para que os clientes possam facilmente acompanhar o estado das encomendas de forma automática, sem intervenção da equipa;
  • Automatizar o envio de notificações aos clientes quando a encomenda é enviada ou quando está prestes a chegar, para minimizar o número de contactos;
  • Encontrar o armazém em que o produto está disponível mais próximo do cliente de forma automática.

O que é o Business Intelligence e como pode ajudar o seu negócio

A equipa de apoio ao cliente tem a formação certa?

A equipa de apoio ao cliente tem influência no custo de envios. Se não tiverem (in)formação suficiente, podem não conseguir resolver problemas da forma mais eficiente, introduzir erros ou variabilidade no processo e agravar situações que de outra forma teriam solução. A equipa de apoio ao cliente deve estar formada nas seguintes áreas:

  • O que fazer se o envio não chegar, ou se tiver chegado com algum problema?
  • Como processar devoluções e trocas?
  • Como ajudar os clientes a perceber o estado das suas encomendas?
  • Como lidar com reclamações dos clientes relacionadas com entregas?
  • Como identificar e reportar problemas recorrentes nas entregas?
  • Como analisar dados estatísticos sobre os envios?
  • Como lidar com dúvidas do parceiro logístico?

Desta forma, a equipa vai conseguir dar um melhor apoio ao cliente e contribuir com sugestões para reduzir custos.

O processo de embalagem é eficiente?

Os custos de embalagem são outro dos fatores críticos de sucesso. A quantidade de plástico, material utilizado, branding das caixas e o processo manual de embalamento – tudo influi no custo total.

Reveja o processo, passo-a-passo, e elimine o que é desnecessário. E tenha em conta que a personalização é inimiga da poupança. Uma caixa com um formato diferente pode ser bonita, mas provavelmente será mais difícil (e cara) de transportar.

Qual é a quantidade ótima de envio?

Para reduzir os custos de envio, é necessário encontrar o período ótimo de acumulação de pedidos antes de iniciar o transporte.

  • Se enviar cada encomenda no momento em que a recebe, o envio será muito rápido, mas o mais provável é que os carros circulem quase vazios e o custo seja mais elevado.
  • Pelo contrário, se esperar uma semana, vai acumular muitos pedidos, encher mais os carros e reduzir o custo por caixa, mas está a prejudicar o tempo de entrega.

Qual é o período certo? Talvez seja um dia ou uma hora, uma quantidade, volume ou peso certo. De qualquer forma, é importante encontrar este ponto de “cut-off”, em que deixa de aceitar encomendas para um determinado transporte. Assim garante que cada envio está otimizado.

O OLX Pro é o parceiro digital das empresas que querem vender mais online, com menos preocupações logísticas. O processo de registo é simples, gratuito e digital. São mais de 15 milhões de utilizadores mensais à espera de descobrir os seus produtos e tudo isto sem pagar comissões sobre as vendas. Descubra como funciona.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário