Sou Pro

Como preparar a sua empresa para uma recessão

Mulher jovem a trabalhar com portátil

A recessão económica é caracterizada por dois trimestres consecutivos de diminuição do Produto Interno Bruto (PIB) de um país. É um conceito fundamental da económica que representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais, produzidos numa determinada região.

As recessões ocorrem quando o output económico diminui após um período de crescimento. O PIB pode ser medido por diminuição dos níveis de consumo, de produtividade das empresas, emprego, entre outros.

Como é definido um quadro de recessão económica

  • Queda dos níveis de investimento – sinaliza as baixas expectativas de crescimento por parte dos investidores.
  • Redução dos níveis de produtividade nas indústrias pode ser verificado pela recolha de impostos mediante vendas e comercialização.
  • Aumento do desemprego entre setores produtivos – é um cálculo que já exclui as pessoas não consideradas ativas, tais como idosos, crianças e aposentados por invalidez. É verificado também pelo número de pedidos de apoios como subsídio de desemprego.
  • Diminuição da renda das famílias – pode ocorrer pela redução efetiva de salários, perda de emprego ou consequência da inflação, o que reduz o poder de compra das famílias.

Cada ciclo económico é único

As recessões passadas ocorreram perante uma variedade de fatores, tais como as taxas de juro crescentes, inflação e preços de matérias primas, e excessos de crédito. São fatores que alimentam um círculo vicioso e empurram a economia para a recessão.

Tudo o que, de forma geral, prejudique os lucros das empresas e conduza à redução de postos de trabalho, redução do consumo e que cause ainda mais pressão sob o crescimento económico, os lucros das empresas e os preços das ações.

Recessão pode ser motivo de preocupação?

Os empreendedores devem ficar preocupados, pois é sinónimo de que vão preparar a sua empresa para enfrentar dificuldades que podem advir da redução do investimento. Preparar para uma recessão significa prestar atenção aos números da sua empresa, para garantir que estará em boa forma mais tarde.

A Comissão Europeia (CE) previu, mais recentemente e devido ao impacto da pandemia de COVID-19, que Portugal vai passar por uma recessão económica de 6,8% e encontrar uma taxa de desemprego no limiar dos 10%, no ano de 2020.

Um estudo da Intrum indica que 76% das empresas inquiridas, prevê uma recessão no espaço de 1 ano, acima da média europeia (35%). Na antecipação pela COVID-19, a CE prevê que se atinja os 6,9% do PIB e que a dívida pública alcance os 134,4% do PIB.

O mesmo estudo revela ainda que é necessário que os gestores das empresas sejam prudentes e coloquem em prática algumas medidas, como serem mais cautelosos na contratação de responsabilidade, planear para garantir os pagamentos dos clientes, e cortar nos custos.

Veja 10 formas de proteger a sua empresa de uma recessão

1. Proteger o fluxo de caixa

Esta é a força vital do negócio. O dinheiro deve continuar a entrar e a sair, para garantir a saúde comercial ideal. O objetivo é continuar a gerar mais receita que despesa.

2. Revisão e gestão de stock

Verifique o que pode fazer para reduzir os custos de stock, sem colocar em causa a qualidade dos produtos vendidos ou perturbar os seus clientes. Faça uma pesquisa sobre novos fornecedores, por exemplo.

3. Focar nas competências essenciais

Adicionar outros produtos ou serviços às suas ofertas não é diversificação, pode até ser prejudicial, fazendo-o perder tempo e dinheiro. 

Entenda quais as áreas da sua empresa que estão a gerar mais valor e foque-se naquilo que de melhor tem para oferecer.

4. Tratar o cliente como único e angariar novos clientes

Mais do que nunca, trate de cada cliente como único. É a forma mais simples de garantir clientes fiéis e é a oportunidade de fazer mais vendas sem ter de procurar novos clientes. O atendimento aprimorado e um excelente serviço pós-venda é fundamental.

Pesquise como está a concorrência a posicionar-se no mercado e ouça o seu público alvo: o que estão a gostar? Que sugestões ou recomendações podem dar?

5. Gerir a faturação e cobrar adequadamente

Quando se antecipa uma recessão, algumas empresas optam por realizar o pagamento das faturas aos seus fornecedores de forma mais lenta, estendendo o período para pagamento.

Os pagamentos de forma lenta podem afetá-lo de forma negativa e levá-lo para dentro de uma estratégia difícil de reverter. Com um melhor controlo sobre a forma de cobrança da sua empresa não terá de pensar na forma de pagar aos seus fornecedores.

Ofereça as condições de pagamento aos seus clientes de forma adequada, o que passa por avaliar a reputação do cliente, verificando a confiabilidade do mesmo. Envie as faturas de forma imediata e acompanhe os seus clientes com regularidade.

6. Investir no marketing

Ao falar de recessão e redução de custos, tal não pode ser aplicável às ações de marketing. Até nos momentos mais difíceis, o marketing é para manter. 

É nesta fase que a sua empresa vai precisar mais ainda dele, para dar resposta a consumidores inquietos, divulgar o seu nome e marcar presença.

7. Eliminar dívidas

Algumas empresas recorrem a créditos para financiar determinadas operações. O ideal será realizar um plano agressivo de pagamento para liquidar qualquer dívida o mais rápido possível e não assumir mais nenhuma.

8. Preparar um fundo de poupança

Planear um bom saldo de caixa com antecedência vai permitir passar por dias menos positivos durante uma recessão. Um fundo de poupança de emergência com despesas de três a seis meses para a sua empresa, é uma estratégia bastante inteligente.

9. Verificar os relatórios de contabilidade

É fundamental que com alguma frequência verifique os relatórios financeiros da sua empresa. É importante estar a par da evolução dos resultados, do relatório de vencimento de faturas, de contas a pagar, do fluxo de caixa e do balanço patrimonial. Esta atitude vai permitir estar preparado face a alterações.

10. Recorrer a linhas de crédito

Uma linha de crédito empresarial pode funcionar bem, se for utilizada para pagar despesas comerciais associadas a pedidos. Neste sentido, paga a linha assim que os clientes pagam as suas faturas.

Pode parecer tentador, mas resista ao uso da linha para outros fins. Note que recorrer a uma linha de crédito ou outro tipo de financiamento funciona se a empresa estiver bem a nível financeiro. Recorrer a um crédito com a empresa em dificuldades pode ser ainda mais prejudicial.

Programa ADAPTAR – o apoio do estado para transformar modelos de negócio durante a recessão

Para muitas empresas, o impacto gerado pela Covid-19 obrigou a uma mudança radical do modelo de negócio. Para ajudar estas organizações, o IAPMEI lançou o programa ADAPTAR.

O Programa ADAPTAR vem apoiar as microempresas (até 10 colaboradores) e PME na adaptação dos seus estabelecimentos, métodos de organização do trabalho e de relacionamento com clientes e fornecedores devido à pandemia da Covid-19.

Este apoio financeiro no valor total de € 50 milhões destina-se às organizações que procurem ajuda para garantir o cumprimento das normas estabelecidas e das recomendações das autoridades competentes, distribuídos da seguinte forma:

  • Para as microempresas, o programa contempla um apoio em 80% a fundo perdido para despesas entre os 500 e os 5.000 euros, sendo elegíveis as realizadas desde 18 de março, data da declaração do estado de emergência.
  • Para as PME, o programa cobre as despesas elegíveis entre 5.000 e 40.000 euros, com um financiamento de 50% a fundo perdido

Preparar para agir com confiança

Ainda são poucos os gestores que pensam na possibilidade de uma recessão quando o percurso da sua empresa está a correr bem. Algumas empresas iniciam as mudanças apenas depois de serem atingidas por uma recessão.

A falta de preparação face a uma recessão económica vai limitar as suas escolhas, podendo conduzir à tomada de decisões precipitadas, resultando em consequências negativas e duradouras.

Estar preparado para agir vai dar-lhe a confiança para aproveitar as oportunidades que surgirem após o momento de recessão, colocando-o na margem da linha, à frente dos seus concorrentes.

Qualquer empresário com pensamento claro irá definir estratégias que deixam a sua empresa preparada para tempos de recessão. Com a implementação de algumas medidas e revisão de outras atuais, será possível passar por esses períodos menos positivos.

É possível que não haja nada que deixe a sua empresa 100% à prova de recessão, mas implementar algumas medidas vai garantir que a mesma sobreviva a tempos mais difíceis.

Se precisar de saber mais ou de orientação para preparar o seu kit de sobrevivência a uma recessão e de dicas sobre como até obter lucro durante essa fase, contacte connosco. O OLX está sempre ao seu lado.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário