Sou Pro

Como criar um site sem programar

Como criar um site sem programar

Criar um site materializa um sonho e é essencial para conseguir novos clientes. Mas, em Portugal, apenas 40% das empresas tem presença na internet.

Existem dois motivos para esta realidade: os empreendedores não possuem as competências necessárias de programação ou consideram que é demasiado caro. Mas e se existisse uma forma de criar um site sem que fosse necessário programar e sem perder muito tempo? Chama-se desenvolvimento “no-code” (sem código) e está acessível a todos.

Este é o passo-a-passo para criar um site sem precisar de programar.

Como criar um site em 9 passos

#1 Recolha bons exemplos de sites

  • Dificuldade: Baixa
  • Duração: 1 dia

É mais fácil criar um site sabendo bem o que se quer. Por isso, antes de começar, faça uma recolha de bons exemplos. Pesquise como se fosse um cliente e procure sites de empresas nacionais ou internacionais que considere bons exemplos.

Anote o que gosta em específico de cada site (por exemplo, a forma como os produtos aparecem na homepage) e o que deve ser melhorado. Procure empresas de referência na sua indústria e defina um top de bons exemplos para seguir.

#2 Desenhe a estrutura do site que gostaria de ter

  • Dificuldade: Baixa
  • Duração: 1 dia

Agora que já tem um conjunto de bons exemplos pelos quais se guiar, está na hora de desenhar um esquema macro do seu site. Para isto, basta papel e lápis, mas pode recorrer a outras ferramentas digitais como o PowerPoint. Tente responder à pergunta: que páginas terá o site e como se interligam?

Fonte: codeable

Existem algumas páginas imprescindíveis, como a Homepage, Contactos, Produtos, Serviços, FAQ, Preços, Blog e Sobre nós. De preferência, utilize estes nomes porque é assim que os clientes esperam encontrar a informação.

3# Desenhe a estrutura das páginas mais importantes

  • Dificuldade: Média
  • Duração: 1 dia

Tendo o site macro desenhado, entre em detalhe nas páginas principais. Comece pela Homepage e divida-a nas seções que vão compor esta página. Estas secções são grupos de informação predefinidos que se encontram na maioria dos sites, como:

  • Título e descrição, para passar uma mensagem forte;
  • Imagem e texto, quando quer descrever as vantagens e funcionalidades. Pode ter várias destas secções ao longo da página;
  • Ícones, para resumir as funcionalidades ou serviços;
  • Galeria de imagens ou vídeos, para mostrar produtos ou projetos;
  • Citações de clientes, de preferência com vídeos ou imagens e uma mensagem forte para inspirar confiança;
  • Call to action”, blocos que procuram levar o cliente a uma ação, como clicar ou comprar.

Por exemplo, pode definir que a sua homepage começa com um bloco de imagem e texto, seguido de um segundo bloco com um conjunto de ícones que representa os serviços que disponibiliza, ao qual se segue uma galeria de fotografias de produtos e, finalmente, as avaliações de clientes.

O segredo é a simplicidade: mantenha o design dentro destes blocos pré-definidos para que seja mais fácil implementar sem código. Tudo o que fuja destes elementos será mais difícil de implementar e pode não ser tão facilmente compreendido pelos clientes.

Depois de ter a estrutura da Homepage, repita o processo para as outras páginas mais importantes, como a de Produtos. Escolha um produto individual e desenhe também a sua página. A partir deste Top 3 de páginas, pode avançar para o passo seguinte.

Comece a criar a tua loja online com as webshops do OLX aqui.

#4 Defina as mensagens que quer transmitir nas páginas principais

  • Dificuldade: Média
  • Duração: 1 semana

Comece por pensar como um cliente, para definir as keywords (ou palavras-chave) mais pesquisadas. Se vende sapatilhas de desporto, talvez a palavra-chave mais procurada seja “ténis”, “sapatilhas” ou “ténis baratos”. Procure no google e veja o que aparece em cada opção. Depois de ter um conjunto alargado de keywords que vão trazer os clientes até ao seu site, está na hora de as incorporar no conteúdo.

Comece, novamente, pela Homepage. Para cada secção, defina os títulos, textos, imagens e botões:

  • Os títulos devem ser curtos, cativantes e contar uma história por si (tenha em conta que a maioria das pessoas não lerá outra coisa que não os títulos). Devem incluir pelo menos uma das keywords que selecionou;
  • Os textos devem aprofundar um pouco mais, mas sem ser demasiado extensos. De preferência, devem também incluir keywords;
  • As imagens devem ser, de preferência, dos seus produtos, clientes ou projetos. Caso não as tenha, terá de recorrer a bancos de imagens que muitas das plataformas onde se constroem sites já oferecem;
  • Os botões devem levar os visitantes à ação. Cada secção deve ter um botão (ou link) para que o cliente saiba o que é esperado que faça.

Nesta fase inicial, não perca demasiado tempo a definir o conteúdo para todas as páginas – terá oportunidade de o fazer mais tarde. Para já, basta criar o conteúdo das páginas principais.

#5 Escolha o “website builder” que mais se adequa ao seu objetivo

  • Dificuldade: Baixa
  • Duração: 1 dia

Com a estrutura das páginas mais importantes bem definida, está na hora de passar do desenho à prática. E, para o fazer sem necessitar de programação, deve recorrer a “website builders”. Estas plataformas trazem templates pré-definidos para que apenas tenha de preencher o conteúdo sem criar uma linha de código.

Alguns dos exemplos mais conhecidos são Shopify, WordPress, Squarespace, Wix, Jumpseller, Google sites.

  • Jumpseller, uma das melhores opções existentes de “website builder” português com vários templates e apoio no nosso idioma.
  • Shopify é muito utilizado por quem quer criar uma loja online, com todas as funcionalidades de vendas, pagamentos e envios que possa imaginar.
  • WordPress oferece um conjunto muito variado de designs possíveis, com templates para todos os gostos e plugins que permitem acrescentar ainda mais funcionalidades (mais idiomas, SEO, interligação com ferramentas externas). Se quiser construir um site nesta ferramenta, deve comprar um domínio que o permita antes de começar o desenvolvimento.
  • Squarespace inclui templates criados por designers reconhecidos, que garantem uma aparência cuidada e diferenciadora.
  • Wix oferece templates totalmente customizáveis e ferramentas avançadas de automação.
  • Google Sites, a ferramenta de criação de sites do gigante norte americano, que permite uma integração mais fácil com as outras aplicações da marca, como o Google My Business (que localiza o negócio no motor de busca e Google Maps) ou Google Forms.

Cada um terá custos diferentes, períodos de teste gratuitos e, no caso de vendas online, comissões distintas. Em todos eles, o primeiro passo é escolher o template do site.

#6 Defina o template que mais se adequa ao site

  • Dificuldade: Média
  • Duração: 1 dia

Todas as plataformas disponibilizam vários templates (ou “themes”) e deve escolher um que se aproxime ao site que desenhou. Será impossível encontrar um que seja exatamente igual ao que procura, e terá que fazer concessões ao que tinha imaginado.

Na maioria dos casos, estas alterações são para benefício do site. Como os templates já foram amplamente testados, a versão que lhe é apresentada garante um resultado final mais profissional.

Depois de escolhido o template, é preciso introduzir o conteúdo que definiu: as imagens, botões, títulos, etc. Confira a aparência do que criou em “mobile”, ou seja, em dispositivos móveis, uma opção que a maioria dos website builders já inclui. Como muitos dos acessos a sites são feitas por esta via, é importante garantir que o site é responsive – ou seja, que funciona em qualquer dispositivo.

Depois da Homepage criada, repita para as páginas principais que desenhou.

#7 Recolha feedback

  • Dificuldade: Baixa
  • Duração: 1 dia

Antes de avançar mais, partilhe o que já criou com pessoas de confiança e faça os ajustes necessários. Recolha feedback, ajuste o conteúdo, acrescente ou remova blocos e altere até que estas páginas principais estejam concluídas.

#8 Desenvolva as restantes páginas

  • Dificuldade: Média
  • Duração: 1 semana

Com as primeiras páginas validadas, repita o processo para todas as outras até ter um site completo. Na maioria dos casos, poderá ter chegado a esta fase sem ter gasto um único euro.

#9 Compre um domínio para o site

  • Dificuldade: Baixa
  • Duração: 1 dia

O domínio é o endereço do seu site, por exemplo, aminhaloja.com. A compra do domínio é um dos últimos passos porque até aqui terá desenvolvido o site num domínio gratuito fornecido pelo próprio website builder. No caso do shopify será algo como shopify.aminhaloja.com.

Mas se ainda não tem um domínio próprio, terá agora de comprar um. Deve, naturalmente, ser o mais parecido possível com o nome da empresa e tem um custo anual associado. Pode comprar o domínio diretamente através do website builder (no Shopify, por exemplo) ou noutra plataforma específica como o Webhs ou Godaddy, empresas que se dedicam a comercializar estes endereços e que oferecem ajuda na configuração do domínio. Terá depois de associar o domínio comprado ao site que criou. A partir deste momento, está online!

Este guia de 9 passos resume o essencial para criar um site simples mas profissional, com todas as funcionalidades e que transmite as mensagens mais importantes. Pode ser construído em poucas semanas, sem saber programar.

Mas ter um site não é a única forma de conseguir uma presença online. O método mais simples é registar a sua empresa no OLX Pro. Desta forma, consegue ter uma loja dentro do site OLX, com todos os produtos à venda em apenas alguns cliques. A partir desse momento, os artigos estão à venda para um universo de mais de 15 milhões de visitantes mensais. Tudo isto sem qualquer custo de adesão e sem comissões sobre as vendas. Para começar, basta preencher este formulário.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário