Sou Pro

Como criar um negócio escalável online

Jovens a usar laptop e tablet num espaço de trabalho

A expressão “escalável” tornou-se uma buzzword no mundo do empreendedorismo e tecnologia. O termo negócio escalável é normalmente utilizado como sinónimo de empresas com elevado crescimento e apontado como o objetivo de todos os empreendedores.

Mas o que significa exatamente?

O que é um negócio escalável

Por definição, um negócio escalável consegue crescer sem prejudicar os níveis de eficiência. A proporção dos custos operacionais sobre as vendas mantém-se ou diminui e, como consequência, a margem aumenta.

Normalmente, pensamos no crescimento em termos lineares: uma empresa adiciona novos recursos (capital, pessoas ou tecnologia) e, como resultado, aumenta a capacidade de servir clientes e as receitas aumentam.

Um negócio escalável consegue aumentar a receita sem um aumento substancial dos recursos utilizados. Este tipo de empresas recorre a processos que podem ser feitos em massa sem esforço extra. Por exemplo, se enviar um e-mail para 10 pessoas ou 1.000, o esforço é o mesmo.

Algumas empresas de tecnologia, por exemplo, são exemplos de negócios escaláveis. As organizações que comercializam software-as-a-service (SaaS), por exemplo, rentabilizam de forma continua um mesmo recurso, o código desenvolvido. Por cada venda adicional, os custos com infraestrutura e recursos humanos podem aumentar ligeiramente, mas numa proporção inferior ao crescimento receitas.

A Google ou a Microsoft são exemplos disso mesmo. Apesar dos custos iniciais de desenvolver um motor de busca ou um sistema operativo, uma vez no mercado, é possível adquirir novos clientes com pouco aumento de custos.

O Spotify ou Netflix também são negócios escaláveis. Depois de descarregada a app, o utilizador pode ouvir música ou ver séries milhares de vezes, sem custos adicionais significativos.

Também há exemplos de negócios escaláveis fora do mundo da tecnologia. A McDonald’s, por exemplo, aperfeiçoou um modelo de franchising que se tornou altamente escalável. A empresa de fast food estabeleceu uma marca, um conjunto de receitas, e de processos para preparar comida. Uma vez definidos, estes conhecimentos podem ser disponibilizados aos franchisados que os quiserem com poucos ou nenhuns custos adicionais.

O que é os negócios escaláveis têm?

Normalmente, os negócios escaláveis partilham alguns traços em comum:

  • Os custos fixos são pouco representativos. Custos com stocks, eletricidade, rendas de escritórios ou armazéns ou colaboradores indiretos, são pouco significativos quando comparados com as receitas.
  • Exigem um investimento inicial de tempo ou recursos. Para que um negócio seja escalável é normalmente necessário investir algum tempo a criar uma base – seja um conceito, a marca, o conteúdo ou a tecnologia.
  • O foco está no esforço comercial, no marketing e desenvolvimento. Depois da base inicial criada, o foco da maioria dos negócios escaláveis está na aquisição de clientes, através de processos comerciais, de promoção da marca e na procura de melhorias ao conceito original.
  • Um negócio escalável presta-se a parcerias. Recentemente, a Apple e a Nike uniram-se para criar wearables tecnológicos. A maioria dos negócios escaláveis encontra este tipo de sinergias com outras empresas, para crescerem juntos de forma eficiente.

Os negócios lucrativos que mais cresceram em 2020

Como construir um negócio escalável online

Um negócio escalável permite crescer com aumentos pouco significativos nos custos operacionais. Existem várias áreas em que é possível criar uma empresa deste tipo, online.

1# Subscrições

As subscrições estão na moda. Para além da música, filmes, séries e jornais, cada vez mais são frequentes soluções para produtos de higiene, alimentação, vinho, livros, roupas, produtos de beleza e até máscaras contra a Covid-19.

Todos funcionam um pouco da mesma forma: por um determinado valor mensal, o cliente recebe o produto ou serviço com a frequência escolhida.

Por exemplo, um dos negócios escaláveis que cresceu com a pandemia foram os clubes de leitura virtuais. Por uma mensalidade, o cliente recebe todos os meses na sua caixa de correio (física) alguns livros selecionados pela empresa que presta o serviço.

Porque é que é este é um negócio escalável? Porque uma vez estabelecidos os processos logísticos, o site para registo e o método de seleção dos livros, cada cliente que angariar faz crescer as receitas mais do que os custos.

2# Cursos online

A indústria de cursos online vale cerca de 200 mil milhões de euros por ano. Como criador do curso, receberá uma comissão por cada aluno que se matricular.

Por isso, os cursos online são mais um exemplo de um negócio escalável. Depois de criado o vídeo, a aula, o curso, esse material continuará a render sem que os seus custos aumentem.

Se tem algo para ensinar ao mundo – uma língua, um instrumento musical, um desporto, um artesanato, coaching pessoal – e é um bom comunicador, pode começar este negócio escalável sem grandes custos.

Existem vários softwares de criação de cursos online que o podem ajudar a criar material educativo com aspeto profissional.

3# Fotografia, vídeo, ilustração, jogos e apps

Criar um produto que possa ser vendido e descarregado online é uma boa ideia de negócio escalável.

Se tiver facilidade com a tecnologia, e um olhar artístico, pode criar conteúdos digitais como fotografia, vídeo ou ilustração e vender num dos vários bancos de imagem que existem online.

Com um pouco mais de treino, pode criar pequenos jogos ou apps e comercializar na loja de app store, por exemplo. Paga apenas por cada app que efetivamente vender.

4# Investimento

Investir em negócios em que acredita é uma ótima maneira de começar um negócio escalável.

Como investidor, aloca um determinado valor numa empresa em troca de dividendos futuros. Atualmente, há uma nova geração de apps que facilitam a compra de ações e o acompanhamento da evolução dos principais índices.

Adicionalmente, o crowdfunding é uma forma relativamente nova de investir em startups e construir um rendimento passivo.

Crowdfunding: uma alternativa para financiar o seu negócio

5# Vender no OLX

Ao vender no OLX, o maior Marketplace de Portugal com 80.000 consumidores diários está a tornar o seu negócio escalável porque

  • Minimiza o esforço comercial de vender online.
  • Simplifica a gestão e os envios com a parceria com os CTT.
  • Conta com uma equipa de gestores que o ajuda a crescer o seu negócio.
  • Não paga comissões sobre as vendas.

Para começar, basta preencher este formulário.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário