Sou Pro

Como criar newsletters de sucesso?

Laptop na mesa de trabalho

A newsletter, quando bem trabalhada e usada, pode mesmo ser uma das mais poderosas ferramentas de uma estratégia de marketing. Regra geral, as newsletters são usadas como meio de divulgação de produtos, serviços, conteúdos e, até mesmo, de eventos.

Um dos seus grandes objetivos são de criar visibilidade e gerar tráfego, aumentando o número de visitantes e também manter um contacto regular com clientes e seguidores, apresentando-lhes sempre conteúdo de referência e relevante.

A sua newsletter é ignorada? Saiba porquê!

A criação de conteúdo com relevância para assegurar e gerar novos seguidores e clientes pode ser uma tarefa bastante exigente e nem sempre bem-sucedida. Existem regras base para a criação de uma newsletter, mas, muitas vezes, o seu sucesso depende em grande parte da intuição de quem cria o conteúdo e também de uma correta análise do público-alvo. 

No entanto, há alguns aspetos que deve mesmo evitar se não quer que a sua newsletter seja apenas mais uma no meio das dezenas que diariamente todos recebemos nos nossos emails.

Contactos da sua base de dados

A compra de bases de dados de contactos e a utilização de outros contactos obtidos de forma não voluntária nunca resultam. As newsletters devem ser enviadas apenas para subscritores, ou seja, para quem, voluntariamente, cedeu o seu endereço de email para receber informação regular sobre a empresa, marca, produto ou serviço em questão. 

Por isso, não se esqueça de, no seu website, ou até mesmo nas redes sociais, ter sempre disponível uma opção para que os seguidores possam subscrever. Assim, não correrá o risco de enviar este email para um utilizador que não o tenha solicitado.

A importância do conteúdo

O envio da newsletter apenas para quem subscreveu o serviço não é, ainda assim, garantia de sucesso. O conteúdo enviado é de extrema importância ao longo de todo este processo, pois se este não for relevante e útil para quem o recebe, muito provavelmente começará a ser filtrado como sendo spam. 

Deve analisar pormenorizadamente o seu público e criar conteúdo que, além de interessante, seja pertinente, útil e prático para, desta forma, potenciar algum tipo de resultado a partir do envio desta newsletter.

Evitar a caixa de spam

Newsletters preparadas de uma forma pouco estruturada podem gerar alguma confusão e, mais uma vez, serem direcionadas para spam. 

Deve existir sempre um equilíbrio entre texto e imagem, dando-se preferência ao texto, e também a formatação deve ser adequada. Se quiser testar até que ponto a sua newsletter pode ou não ser considerada spam, poderá recorrer a uma ferramenta anti-spam, que lhe dirá se está ou não a enviar um conteúdo diferenciado.

Atenção aos dispositivos móveis

Este é o problema de muitas das newsletters que recebemos. Grande parte delas são criadas apenas para serem vistos em computadores, mas, nos dias de hoje, muitos dos utilizadores recorrem sobretudo aos dispositivos móveis. 

Por essa razão, é fundamental usar uma ferramenta para a criação da sua newsletter que permita a otimização da mesma para que possa ser vista sem desformatar em tablets e telemóveis.

O que não pode esquecer quando cria a sua newsletter

São muitos os aspetos a ter em conta quando decide incluir uma newsletter na sua estratégia de marketing. Mas, por vezes, pequenos erros podem tornar esta newsletter num trabalho frustrante e malsucedido. 

Por essa razão, deixamos uma pequena checklist de alguns tópicos essenciais que deverá ter sempre em conta antes de dar início a uma newsletter.

  • O campo “assunto” nunca poderá ser longo. Deverá ser uma frase curta, assertiva e que desperte no utilizador a sua atenção e curiosidade. Este campo deverá poder ser visto em dispositivos móveis sem qualquer desformatação ou corte. 
  • As bases de dados de contactos são um ponto chave para o envio das newsletters. Faça limpezas regulares, eliminando todos os contactos inativos ou que manifestaram a sua vontade de não continuarem a receber esta informação. 
  • O conteúdo deve ser claro e muito objetivo, despertando o interesse de quem recebe esta informação, de forma a incitar à ação
  • O público para o qual vai enviar a newsletter deve ser cuidadosamente segmentado, ou seja, não deverá enviar informação de uma forma geral para todos os seus contactos, mas deverá adequar a informação que envia a cada segmento de público de acordo com os seus interesses. 
  • Mais do que focar-se no produto ou serviço que está a publicitar na newsletter, deverá concentrar-se no seu cliente e na forma como estes produtos ou serviços poderão ser importantes para ele.
  • A formatação da sua newsletter vai ser decisiva na hora de captar o interesse de quem a vai receber. Cores, tamanho e tipos de letra e a própria disposição da informação farão toda a diferença na forma como o leitor vai encarar essa informação. Deverá ter sempre a preocupação de proporcionar ao seu cliente uma leitura agradável da informação que lhe apresenta.

7 dicas para criar newsletters bem-sucedida

Há ainda quem pense que a utilização de newsletters está já ultrapassada, mas, na verdade, esta é uma ferramenta bastante poderosa no que diz respeito à comunicação entre marcas e clientes. 

Se decidiu incluir este tipo de email marketing na sua estratégia, aqui ficam algumas regras que deve seguir para garantir que o seu objetivo é cumprido.

  1. Decida que tipo de newsletter quer enviar e planeie o conteúdo e informação a apresentar. Excesso de informação pode tornar a sua newsletter muito confusa e pouco focada. Se for demasiado parcimonioso pode transparecer uma imagem de estar a ser demasiado vago.
  2. Escolha uma ferramenta de qualidade para a construção e envio da sua newsletter. 
  3. Ajuste a frequência de envio. Não massacre os seus clientes com informação, mas também não lhes dê tempo para se esquecer de si. Faça pelo menos um envio mensal.
  4. O conteúdo da sua newsletter não deverá ser excessivamente promocional, ou seja, não deve exagerar no produto ou serviço que apresenta, mas deve transformar esta informação em algo útil e pertinente para os seus clientes. 
  5. Linguagem leve e informal. Conteúdo dinâmico, criativo e interativo. Design simples e “clean” e de leitura fácil. Equilíbrio entre texto e imagem, devendo sempre o texto ser uma opção preferencial. Títulos curtos e apelativos.
  6. O sucesso de uma newsletter depende muito do número de clicks gerados. Por isso, não se esqueça de incluir as CTA (ou “call-to-action”, os botões que levam à ação) ao longo do seu texto.
  7. Analise de forma minuciosa o seu público-alvo e adeque cada conteúdo a um segmento do seu público. Deverá sempre estar atento às estatísticas de envio da sua newsletter, de forma a perceber onde poderá melhorar.

Agora que já sabe como enviar newsletters de sucesso, está pronto para chegar a mais clientes. Se ainda não aderiu ao OLX Pro, crie o seu perfil e comece hoje a desempatar o seu negócio.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário