Sou Pro

Cálculo EBITDA: tudo o que precisa de saber

calcular EBITDA

Se já ouviu falar do EBITDA, saiba que são necessárias algumas cautelas especiais, para garantir que é corretamente calculado e interpretado. Descubra o que é, para que serve e como fazer uma boa utilização.

O que é o EBITDA?

O EBITDA é a sigla em inglês para Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization. Dito de outra forma, o cálculo do EBITDA permite saber o lucro gerado por uma empresa, sem considerar os impostos, os juros de dívida, as amortizações e as depreciações. Indica, portanto, o lucro bruto. O EBITDA é uma medida que permite comparar, em igualdade de circunstâncias, os resultados que cada negócio consegue gerar, uma vez que os impostos e os juros variam de acordo com os créditos contratados.

Por isso, é uma das medidas mais utilizadas pelos investidores, porque proporciona uma perspetiva de rentabilidade clara e comparativa, ajudando a decidir onde se deve investir. Por outro lado, como indicador de saúde financeira e como não leva em conta os impostos ou os empréstimos, pode ocultar grande parte da realidade económica de uma empresa. Na verdade, uma empresa pode ter um bom EBITDA, mas apresentar dificuldades financeiras. Ainda assim, as empresas (e não só os investidores) devem fazer este cálculo, sabendo, porém, que é apenas uma parte do panorama geral e mais completo.

Artigo relacionado: Quais os impostos em Portugal para empreendedores?

Quais são as vantagens do EBITDA?

O EBITDA é um indicador fundamental para a gestão de qualquer negócio, por estas razões.

1. O EBITDA mede o desempenho de uma empresa

O facto de o EBITDA retirar da equação fatores externos à empresa, como, por exemplo, os impostos de cada país, e apenas se apoiar na atividade operacional, permite avaliar o nível bruto de produtividade e eficiência de um negócio.

2. O EBITDA fornece uma perspetiva objetiva

O EBITDA fornece uma imagem real e fidedigna do que a empresa ganha ou perde apenas com a sua atividade, ou seja, quantifica a sua capacidade em gerar fluxo de caixa e liquidez, abrindo espaço para uma análise objetiva dos ganhos e perdas.

3. O EBITDA permite comparar o desempenho de uma empresa ao longo do tempo

Calcular o EBITDA em determinados períodos de tempo concede uma perspetiva mais alargada e permite aferir a evolução da capacidade da empresa em gerar lucro – e se são necessárias melhorias.

4. O EBITDA permite comparar o desempenho com a concorrência

O EBITDA é uma das melhores formas de comparar a sua empresa com outras do mesmo setor, uma vez que os efeitos externos à atividade operacional não estão contabilizados. Possibilita comparações nacionais e também internacionais, porque, sendo o EBITDA um indicador universal, ficam excluídos os fatores que variam de país para país.

5. O EBITDA é especialmente útil para investidores

Dado que o EBITDA apresenta um retrato mais fiel da eficiência e produtividade de uma empresa, é uma das métricas mais utilizadas por investidores para perceber a rentabilidade e identificar oportunidades de investimento.

6. O EBITDA ajuda a planear a viabilidade de novos projetos

O EBITDA ajuda a perceber se há espaço de manobra para aplicar parte do lucro em outros projetos. Um EBITDA muito baixo sinaliza alguma cautela em iniciativas de expansão; por outro lado, um EBITDA positivo e crescente poderá abrir novas portas.

Quais são as desvantagens do EBITDA?

É importante não tomar o EBITDA como critério único de análise financeira de uma empresa, precisamente pelos fatores que não contempla.

  • O EBITDA não considera as flutuações do fundo de caixa, relacionadas com pagamentos ou vendas e compras ainda não realizadas;
  • O EBITDA não é cash flow, ou seja, não é o dinheiro que a empresa efetivamente liberta num ano, porque a este ainda se sobrepõem outros custos, como o endividamento. Daqui decorre que uma empresa com um EBITDA positivo pode, ainda assim, apresentar prejuízos líquidos;
  • O EBITDA ignora fatores financeiros não recorrentes, como juros ou benefícios fiscais temporários;
  • O EBITDA deixa de parte a capacidade de uma empresa em transformar investimentos em dinheiro.

Artigo relacionado: O que é o fluxo de caixa e qual a sua importância

Como calcular o EBITDA?

O cálculo do EBITDA implica o cálculo prévio do resultado operacional líquido, designado por EBIT (Earnings Before Interest and Taxes), que representa os lucros obtidos antes de considerar juros e impostos.

EBIT = Receita líquida – Custos das Mercadorias – Despesas Operacionais – Despesas Financeiras

A parcela Custos das Mercadorias refere-se às despesas relacionadas com as matérias-primas. As Despesas Operacionais envolvem encargos com marketing, salários ou rendas de escritório, e as Despesas Financeiras reúnem gastos com pagamentos de juros e descontos financeiros.

Com o valor do EBIT, é calculado o EBITDA:

EBITDA = EBIT + Depreciações + Amortizações

As depreciações reportam-se às perdas por desgaste ou serventia de um bem ao longo da sua vida útil. As amortizações seguem o mesmo princípio, com a diferença que o bem avaliado não é físico, mas intangível (como o valor de uma marca ou de uma patente).

Contudo, o EBITDA não deve ser avaliado de forma isolada, porque não representa a totalidade da performance de uma empresa. Além do EBITDA, devem ser considerados outros indicadores financeiros, como outro tipo de despesas, benefícios fiscais ou endividamentos, que têm impacto na saúde do negócio.

Para melhor perceber as finanças da sua empresa, analise com o seu contabilista certificado o cálculo do EBITDA. Poderão extrair conclusões especialmente úteis para fundamentar iniciativas de crescimento ou de reformulação estratégica do negócio.

O OLX Business está ao seu lado para implementar as melhores práticas de venda online da sua empresa, em linha com as exigências e critérios tributários nacionais. Descubra como pode facilmente digitalizar o seu negócio e vender online, de forma segura e sem comissões. Crie um perfil hoje no OLX Business e comece já a vender.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário