Sou Pro

Avaliação de empresas pelo Fluxo de Caixa Descontado: como calcular

Avaliação de empresas pelo Fluxo de Caixa Descontado

Se precisa de efetuar uma avaliação de empresas, seja para robustecer a sua capacidade de negociação ou para reorientar a estratégia do seu negócio, saiba que existem várias formas de o fazer. Descubra o valor da sua empresa através do método mais utilizado no mercado – via cash-flow gerado ou Fluxo de Caixa Descontado.

O que é a avaliação de empresas e porque é importante?

A avaliação de empresas é o principal passo para conhecer o valor financeiro de uma empresa, e constitui um indicador de quanto o mercado estaria disposto a pagar pela sua aquisição. Todavia, a avaliação de empresas é muito mais do que um número – é, sobretudo, uma estratégia de negócio, na medida em que proporciona informação valiosa sobre a saúde e o posicionamento atual de uma empresa.

Saber este valor é essencial para tomar decisões importantes, como, por exemplo, definir quanto um novo sócio deverá investir, conseguir identificar o grau de razoabilidade de uma proposta de um potencial comprador, ou mesmo o valor de mercado caso queira vender o negócio. Esta lógico é bidirecional, ou seja, também o comprador poderá saber se o investimento numa determinada empresa será ou não lucrativo.

A avaliação de empresas também se revela útil para localizar pontos de melhoria na administração e áreas com maior potencial de crescimento. Desta forma, é possível situar a empresa na concorrência, de forma comparativa; se os números estiverem em linha com as outras empresas do setor (ou acima), é um sinal positivo.

Artigo relacionado: Como calcular o valor de uma empresa?

Que métodos de avaliação de empresas existem?

Existem 3 métodos de avaliação de empresas que ajudam a chegar a um valor de forma realista. Apesar de estes métodos serem quantitativos, ainda assim apresentam resultados subjetivos, sendo, por isso, necessário aliar ao cálculo um bom conhecimento do negócio e do mercado. 

Avaliação dos ativos

Este método de avaliação de empresas debruça-se apenas sobre o valor de todos os ativos que detém no momento. À soma resultante são descontadas dívidas e outros compromissos financeiros, sem considerar qualquer tipo de projeção.

Método comparativo

Como o próprio nome indica, este método de avaliação de empresas passa por compará-la com a concorrência recorrendo ao EBITDA. O negócio é assim situado e valorizado de acordo com o valor médio de referência do setor. 

Fluxo de caixa descontado

Este é o método de avaliação de empresas mais utilizado, uma vez que se baseia no dinheiro efetivamente libertado pela empresa (cash flow), bem como em projeções futuras e avaliação do risco. É, portanto, mais justo e aproximado ao valor real. Apresentamos de seguida os passos para efetuar o cálculo.

Artigo relacionado: A importância do Free Cash Flow

Como fazer avaliação de empresas por Fluxo de Caixa Descontado

Esta forma de avaliação de empresas fornece um retrato mais fiel da realidade financeira de uma empresa, pelo facto de considerar mais fatores que impactam o valor do negócio. Deve ser efetuada sobre os próximos 3 ou 5 anos, de forma a extrair um maior nível de confiabilidade. Vejamos como é feito o cálculo, em apenas 3 passos.

1. Calcule o fluxo de caixa atual

A primeira parcela do cálculo é o fluxo de caixa atual, ou seja, o volume de dinheiro efetivamente libertado pela empresa num ano, calculado pela diferença entre entradas e saídas de capital. Para conseguir controlar o fluxo de caixa, é importante manter registos detalhados de ganhos e gastos de forma diária, semanal ou mensal, mesmo os de menor dimensão. Assim, em momentos de pico de venda não terá a falsa perceção de que sobra dinheiro, porque tem em perspetiva os gastos que se avizinham.

2. Identifique uma taxa de desconto

A taxa de desconto é um fator financeiro que determina o valor do dinheiro ao longo do tempo, ou seja, quanto vale o dinheiro futuro, hoje. Na maioria dos casos, por uma questão de simplificação, utiliza-se como referência as taxas de juros com que a empresa se financia – o que paga aos bancos. Mas para obter um valor mais realista, deve ser tido em conta o custo de oportunidade, ou seja, as taxas de rentabilidade da empresa obtidas noutras aplicações financeiras.

Desta forma, é possível saber quanto vale o cash flow futuro – daqui a um, dois, três, cinco anos – ao dia de hoje. É por este motivo que se dá o nome cash flow “descontado” a este método de cálculo, pois o dinheiro gerado no futuro é “descontado” (ou atualizado) ao dia de hoje. É, portanto, uma excelente ferramenta para criar uma visão posterior do negócio, com os riscos que apresenta no futuro.

3. Estipule o período de projeção

Os períodos geralmente estipulados para efetuar o cálculo são entre 3 e 5 anos. A fórmula para calcular o Fluxo de Caixa Descontado (FCD) é a seguinte:

FCD = projeção de faturação no período / (1 + taxa de desconto) elevado ao número do período

Exemplificando:

Projeção de cash-flow gerado nos próximos 4 anos:

  • Ano 1: €20.000
  • Ano 2: €30.000
  • Ano 3: €40.000
  • Ano 4: €50.000

Taxa de desconto atribuída: 11%

Aplicação na fórmula:

  • Ano 1: 20/(1,11) = €18.000
  • Ano 2: 30/(1,11)^2 = €24.000
  • Ano 3: 40/(1,11)^3 = €29.000
  • Ano 4: 50/(1,11)^4 = €32.000

Neste caso, o valor da empresa calculado pelo fluxo de caixa descontado seria a soma do cash flow libertado pela empresa em cada ano, atualizado ao momento atual. Por isso, seria 18 + 24 + 29 + 32 = €103.000.

É importante referir que, quando chegar a altura de fazer uma avaliação de empresas, deve recorrer a consultoria profissional, devido à complexidade das variáveis intervenientes no processo. Dessa forma irá garantir projeções bem executadas e resultados fiáveis.

O OLX Business é um dos seus parceiros para o sucesso do seu negócio, na medida em que disponibiliza uma plataforma onde poderá vender os seus produtos online, de forma fácil e intuitiva, sem comissões. Crie um perfil hoje no OLX Business e comece já a vender.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário