Sou Pro

7 dicas para uma fotografia de produto que converte

jovem empreendedora a editar fotografias de produto

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Em e-commerce, há uma regra de ouro a respeitar: quanto melhor a imagem, maior é o seu potencial de venda. É possível aumentar as vendas pela internet melhorando a fotografia de produto.

Como ponto de partida, tanto pode utilizar um smartphone com uma boa câmara, como uma câmara mais profissional. Vamos analisar passo a passo o que deve fazer para caprichar na fotografia de produto – e não precisa de ser um fotógrafo ou ter equipamento profissional. 

1# Faça um planeamento da fotografia de produto

Antes de iniciar a sessão fotográfica, estabeleça quais as características mais importantes do produto a fotografar. Estas 3 perguntas vão ajudá-lo:

  • Quais são os detalhes que os clientes valorizam? 
  • Que detalhes tornam o produto importante? 
  • Quais os ângulos que ajudarão a destacar o produto? 

Utilize o Pinterest, Instagram e os sites de marcas com produtos semelhantes ao seu para se inspirar e procurar os ângulos que melhor comunicam o produto. Neste planeamento também deverá verificar se tem todo o material necessário e quais os melhores horários para fotografar. Iremos já de seguida ajudá-lo com estes pontos. 

Veja como o OLX Pro o pode ajudar a vender mais online

2# Utilize um tripé

Mesmo que tenha mãos firmes, ao utilizar um tripé conseguirá ter ângulos de fotografia mais bem definidos e uniformes entre todos os seus produtos. O tripé também o ajuda a ser mais ágil quando está a fotografar, uma vez que a sua câmara fica sempre estável e segura. Caso fotografe com um smartphone pode usar o suporte para smartphone.

3# Tenha atenção ao fundo

Um fundo neutro, normalmente branco, será a escolha mais acertada para a maioria das fotografias de produto. Uma parede branca ou um lençol desta cor ajudam-no a fotografar um produto com maior destaque. Também poderá optar por outras cores, desde que o fundo não se sobreponha ao produto.

Uma alternativa mais profissional é a criação de um fundo infinito. Enquanto na primeira opção, poderá notar que existe uma parede, com um fundo infinito não. Para criar este fundo, basta utilizar uma cartolina da cor que achar mais indicada para o fundo. Esta cartolina deve estar posicionada em L, mas com uma curva redonda em vez do ângulo reto. É essa curva que cria a sensação de fundo infinito. O objeto a fotografar deve ser colocado por cima da cartolina.

Se o produto a fotografar é de grandes dimensões, como por exemplo um automóvel, é mais difícil de trabalhar o fundo. Nestas situações deve preocupar-se em fazer as fotografias em locais calmos e livres de distrações, para que o produto fique com o maior destaque possível.

Já sabe onde a fotografia de produto chega a mais pessoas? Crie hoje um perfil OLX Pro

4# Conte uma história com o cenário

Pode ir para além dos fundos neutros e sem textura. Ao enquadrar o produto num cenário adequado, está a dar-lhe mais vida, resultando numa fotografia de produto mais cativante. Esta história que conta com o cenário que ajuda a aumentar o seu potencial de venda, quando bem feito.

Imaginemos que vende produtos de higiene e cosméticos à base de matérias primas naturais, um mercado com potencial de crescimento em Portugal. Para realçar este lado natural dos seus produtos, pode enquadrá-los com superfícies de madeira, ou decorar o cenário com plantas e flores, como vê no exemplo abaixo.

Para criar um cenário de enquadramento para o seu produto, faça as seguintes perguntas:

  • De onde vem o meu produto e do que é feito?
  • Qual vai ser o seu uso?
  • O que é que o torna único? 

5# A iluminação é muito importante

A iluminação em fotografia pode ser um tema complexo, por isso vamos começar por aquilo que convém fazer:

  • Sempre que possível, privilegie a luz natural. O horário ao início da tarde é o melhor para realizar fotografias de produto, uma vez que há mais luz e a iluminação vem de cima. 
  • Se fotografar noutros horários, tenha atenção ao ângulo que a luz solar está a entrar dentro do seu edifício. Este ângulo influencia a sombra e a nitidez da fotografia.
  • Ao utilizar luz artificial, privilegie lâmpadas de cor branca. Para difundir melhor a luz, coloque, se necessário, uma folha branca à frente da lâmpada.
  • Ao utilizar luz artificial, coloque mais do que uma lâmpada em ângulos diferentes em relação ao produto.  
  • Atenção à sombra na fotografia. O ideal é a criação de uma sombra suave. Evite a criação de sombras muito escuras e definidas. 

6# Explore o modo manual da sua câmara

O modo automático da sua câmara, seja num smartphone ou numa câmara mais profissional, conseguirá à partida um resultado satisfatório. 

A questão é: este resultado pode ser ainda melhor se aprender a explorar o modo manual da sua câmara. Para que o possa fazer e, considerando que está a começar, iremos abordar três definições essenciais para fazer a fotografia de produto no modo manual. O ISO, a abertura e o tempo de exposição. Estas variantes influenciam a quantidade de luz que entram na imagem, tornando-a mais clara ou mais escura, com impacto direto na sua nitidez.

  • O ISO determina o nível de sensibilidade que a sua câmara tem à luz. Esta sensibilidade é medida em números. Um ISO de 50 será menos sensível à luz do que um ISO de 100, tornando assim a foto mais escura. Apesar de um ISO menor tornar a foto mais escura, também produz uma imagem com menos ruído e maior nitidez, riqueza de cores e contraste.
  • A abertura, que nas câmaras aparece com o símbolo f/stop, controla a quantidade de luz que entra na câmara. Esta quantidade também é definida por valores numéricos que podem ir do 1,4 ao 22. Quanto maior este número, menor é a quantidade de luz que entra na câmara, tornando a foto mais escura. A abertura tem um papel fundamental na fotografia de produto, uma vez que é o fator que mais influencia a profundidade de campo. E isto nada mais é do que o grau de foco da fotografia. Uma vez que queremos o foco apenas no produto, uma abertura com um número f menor é aconselhável.
  • O tempo de exposição define-se pela velocidade do obturador e é responsável pelo tempo em que a câmara está exposta à luz. Quanto maior for o tempo de exposição, mais clara ficará a fotografia. Se o produto que vende é um carro, por exemplo, o tempo de exposição é essencial para criar movimento na fotografia de produto. Quanto menor o tempo de exposição, mais em foco estará um objeto em movimento. 

7# Edição fotográfica

O objetivo em qualquer edição de fotografia é realçar os aspetos mais importantes do produto, mantendo a naturalidade da imagem. Mas para que não haja exageros nesta edição, primeiro iremos estabelecer o que não deve fazer:

  • Não utilize filtros automáticos; 
  • Não sobrecarregue os brilhos, cores e contraste das fotos;
  • Não adicione elementos externos às fotografias.

Esta é a etapa final da sua fotografia de produto. O primeiro ponto a corrigir será o enquadramento do produto. Utilize a ferramenta “Crop” da app ou software de edição para centrar o objeto. Em alternativa, pode utilizar a regra dos terços: divida a imagem em 3 e coloque o produto entre um terço e outro. 

Depois, há que corrigir o balanço das cores. Dependendo da app que está a utilizar, ela até poderá ter uma opção para fazer isto automaticamente. O objetivo é sempre manter a naturalidade da fotografia.

Por fim, poderá querer trabalhar um pouco no contraste, brilho e sombras da fotografia, para trazer um pouco mais de vida ao produto. 

A fotografia de produto marca…

E influencia diretamente a perceção do cliente. Outra ferramenta poderosa é a personalização do seu site de vendas com a sua marca. Através do OLX Pro, pode criar um site personalizado com o seu logo e informações.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

2 thoughts on “7 dicas para uma fotografia de produto que converte”

Deixe um comentário