Sou Pro

7 dicas para angariar clientes nas redes sociais

Pessoa a trabalhar num portátil

As redes sociais podem ser uma ferramenta importante para angariar clientes. São uma base de dados gigante, com um poder de personalização e conversão muito maior do que os métodos tradicionais de marketing. De facto, mais de 76% da população portuguesa utiliza a internet e a maioria dessa população tem uma conta ativa numa rede social.

Passo a passo, guiamo-lo pelo panorama das redes sociais em Portugal e como angariar  clientes através destas plataformas.

As redes sociais e os portugueses

Para justificar o poder das redes sociais e a importância de angariar clientes nestes canais recorremos aos números de 2019:

1# 76% da população residente em Portugal utiliza internet;

2# 4 em cada 5 destes utilizadores de internet utilizam redes sociais;

3# 83% dos utilizadores de redes sociais visita uma destas redes várias vezes ao dia;

4# O português passa em média pouco mais de 2 horas em redes sociais por dia;

5# 25% dos inquiridos no estudo da Marktest apontou as promoções como razão para seguir uma marca nas redes sociais;

6# 89% dos utilizadores em Portugal usa o smartphone para aceder às redes sociais.

Angariar clientes depende da rede social e do seu público-alvo

A sua prospeção de clientes será tanto mais eficiente quanto melhor identificar as redes sociais mais relevantes para o seu negócio.

  • Instagram: O Instagram é em Portugal a rede que continua a crescer e com maior poder de influência. Quando os portugueses são questionados acerca de redes sociais, o Instagram é a primeira a ser mencionada em 83% das vezes. É uma rede amplamente utilizada pelos millennials e por um público jovem.
  • Facebook: É a rede com maior disseminação em Portugal e à qual a maioria das marcas recorre para angariar clientes
  • Youtube: O Youtube encontra taxas de engagement/interação e seguidores entre os adolescentes. No entanto, esta rede social tem um público bastante amplo e chega a muitos nichos de mercado. Utilizadores que procuram reviews de tecnologia, automóveis ou tutoriais de cozinha, bricolage, entre outros, utilizam este canal para se informarem. 
  • Pinterest: É uma rede visual direcionada para a inspiração em design de moda, mobília e semelhantes. O seu público encontra-se normalmente na idade adulta e tem poder de compra. 
  • LinkedIn: É uma rede social virada para profissionais. É interessante se o que comercializa são produtos ou serviços que acrescentam valor à carreira ou empresa dos seus utilizadores. O público do Linkedin é formado por adultos ativos ou à procura de emprego. O Linkedin também surge como uma das redes com maior potencial para o mercado B2C. 
  • Twitter: O Twitter foi sempre uma rede “a meio gás” em Portugal, nunca alcançado o sucesso do Facebook ou Instagram. A rede revela-se, no entanto, eficaz em tópicos em alta no momento e dentro do público mais jovem. 
  • Twitch: É uma rede virada para o público gaming. A não ser que o seu produto ou serviço tenha alguma relação com este tipo de público, não será uma rede relevante para a prospeção de clientes. Caso contrário, aposte nesta rede que tem um foco muito específico no mercado gaming. 
  • Tik Tok: É uma das redes em grande crescimento mundial e nacional, principalmente entre os adolescentes. Se a sua empresa tem este público como alvo, esta poderá ser uma rede social com potencial para a prospeção de clientes. 
  • Snapchat: É uma rede maioritariamente constituída por um público adolescente e jovem.

Qual é o tipo de público mais relevante para si? Defina a buyer persona da sua marca e faça perguntas tais como: Mulher ou Homem? Qual a faixa etária? Qual a localização? Que rede social utiliza mais? Qual a sua classe social? Quais os seus interesses? Como utiliza as redes sociais?

Os métodos para angariar clientes nas redes sociais

Partindo do princípio que já definiu o seu público-alvo e as redes sociais mais importantes para a sua marca, partilhamos agora alguns métodos de prospeção a seguir:

1# Faça uso das Hashtags sobre temas relevantes à sua marca para encontrar o seu público;

2# Invista em anúncios nas redes sociais, definindo os dados demográficos do seu público;

3# Identifique os influencers e opinion makers mais relevantes dentro da sua área de negócio. Os seguidores destes influencers poderão ter interesse no seu produto/serviço.

4# Identifique os grupos, canais ou páginas relacionadas com a sua marca;

5# Utilize o Google Trends para identificar os tópicos em alta. Depois procure sobre esses tópicos nas redes sociais;

6# Redes sociais como Youtube ou Twitter disponibilizam os tópicas em alta em Portugal. São uma alternativa ao Google Trends. Tanto neste ponto como ponto 2, deverá fazer a prospeção dentro do tópico se este se revelar interessante para a marca. 

Boas práticas para angariar clientes

Prospeção sem conversão é tempo e dinheiro gasto sem retorno. Por isso, é extremamente importante focar-se na conversão como etapa da prospecção de clientes. Para isso, a forma como interage nas redes sociais e o tipo de conteúdo que publica são essenciais. 

Segundo o Expert Panel da Forbes, existem 7 dicas essenciais para utilizar de forma orgânica – ou seja, sem publicidade – as redes sociais na prospeção de clientes. 

1# Seja acessível – Comece e mantenha conversas com os seus prospects

2# Entre nos tópicos em alta – Incorporar hashtags populares nos seus posts ajuda a aumentar o raio de prospeção da sua marca. 

3# Dê vida aos seus produtos – Crie conteúdos que enquadrem os seus produtos na vida normal de um cliente.

4# Mostre interesse nos posts dos seus possíveis clientes – entre em conversas com o seu público-alvo quando eles partilham algo dentro do mundo da sua marca.

5# Seja consistente e acrescente sempre valor – desenvolva uma voz autêntica e seja consistente na quantidade e qualidade dos seus posts e interações.

6# Responda quando entram em contacto consigo – responda cada vez que é mencionado ou lhe enviem uma mensagem privada. É o caminho para tornar um prospect numa lead.

7# Seja autêntico – assegure-se que é honesto e sincero. Deixe de fora a conversa de vendedor. 

Agora, vamos ao tipo de conteúdo que se tem revelado mais interessante para o público português. Aqui baseamo-nos novamente num estudo da Marktest.

As fotos/imagens surgem como o conteúdo mais frequente (74%), seguido do texto ou links para notícias ou outros textos. Dentro dos utilizadores mais jovens (do 15 aos 24 anos), destaque ainda para as Stories que são o segundo tipo de conteúdo mais frequente nesta faixa etária.

Vale a pena voltar a relembrar que 89% dos utilizadores de redes sociais utiliza o smartphone para aceder a estas plataformas. Daí a importância de produzir conteúdo otimizado para este formato. 

Analise e avalie os resultados para angariar clientes

1. Utilize os dados das suas redes sociais

Partimos do exemplo do Instagram Insights. Através desta ferramenta gratuita em contas profissionais do Instagram, tem acesso a vários dados sobre o público que o segue. 

Ao analisar este público, a primeira coisa que deve perguntar é se ele está em consonância com o posicionamento da marca que pretende. Se sim, a sua prospeção de clientes está a resultar.

2. Avalie o tráfego do seu website

Se tem um e-commerce, os cliques para o site gerados pelas redes sociais são extremamente importantes. São o passo essencial para converter o novo público num cliente. 

3. Avalie o ROI

A prospeção de clientes é inútil se não traz retorno. A definição deste retorno depende do seu objetivo: poderá ser aumentar a notoriedade da marca ou aumentar as vendas. Ao fim ao cabo, este último é sempre o mais importante. Por isso, fica a questão:

As suas vendas aumentaram a médio prazo depois da prospeção de clientes nas redes sociais?

Se precisar de um canal direto para chegar a milhares de pessoas todos os dias, crie hoje o seu perfil no OLX.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário