Sou Pro

4 passos para trazer um comércio local para o digital

como trazer um comércio local para o digital

Para quem gere um comércio local, ter uma presença digital pode fazer uma enorme diferença na hora de atrair novos clientes e visitantes. Com a pandemia, digitalizar o negócio tornou-se menos uma opção e mais um requisito para manter as receitas a entrar.

Fazê-lo implica enfrentar alguns desafios, mas também posiciona as empresas para colher grandes benefícios.

Vale a pena levar um comércio local para o digital?

Numa palavra, sim. Com a COVID-19, o comércio eletrónico tem sido determinante para os retalhistas. Os portugueses estão cada vez mais digitais e escolhem o ecommerce como método preferido de compra. Basta ver os números de utilização do OLX: em Portugal, são mais de 15 milhões de visitas por mês.

Com o mercado cada vez mais maduro, tem-se vindo a verificar um aumento de promoções e de campanhas. Os compradores online valorizam bastante este tipo de ações e têm preferência a comprar online devido a isso mesmo. Para além das promoções, os consumidores valorizam a maior facilidade da compra online, em relação ao retalho físico.

A venda online é vista como uma aposta estratégica de alargamento de mercado para empresas já estabelecidas e uma oportunidade de negócio para o comércio local, devido aos custos reduzidos em comparação com lojas físicas.

Mas a transição de um comércio local para o digital está destinada a enfrentar alguns desafios. Um dos principais será o de manter a identidade. O atendimento personalizado, o tratamento pelo nome e aquele adivinhar das preferências do cliente que separa o comércio local das grandes superfícies. Mas é possível, tudo dependerá do cuidado do apoio ao cliente que é feito online.

Por outro lado, existe também o aspeto técnico, ou seja, os conhecimentos e competências necessárias para levar a cabo esta transformação digital. Por esse motivo, reunimos algumas das técnicas de marketing online mais eficazes e que qualquer empreendedor pode implementar.

11 elementos essenciais num ecommerce que converte

Como levar um comércio local para o digital, em 4 passos

Para quem está a começar a viagem de transformação de um comércio local para o digital, aqui ficam algumas dicas testadas por marketeers de todo o mundo. Poupe tempo e recursos e vá direito aos pontos que fazem a diferença.

1# Escolha o domínio

Se está mesmo a entrar no mundo digital, escolher o domínio é o primeiro passo. O domínio é a sua “morada” digital, a parte do endereço do site que vem depois de www. Como: www.olx.pt. Para uma empresa, o domínio também terá associado um endereço de e-mail profissional. Como: ceo@olx.pt.

Quando encontrar um nome de domínio que esteja disponível, registe-o. Agora, é seu. O seu espaço na internet está criado.

2# Crie uma loja online profissional

Com o domínio garantido, está pronto para pensar na sua loja online. Se está a começar, a nossa sugestão recai na utilização de website builders como WordPress, Wix, Shopify ou Squarepsace (existem muitos outros).

Estes sites permitem que crie lojas online sem saber nada de programação, apenas arrastando blocos de conteúdo como vídeos ou texto para os locais certos. Todos trazem já templates preparados, para que o seu site tenha um design profissional desde o primeiro momento. Uma outra vantagem a não esquecer é que, desta forma, as páginas funcionam em qualquer dispositivo.

Posteriormente, com o negócio online estabelecido, poderá acrescentar novos detalhes e funcionalidades. Mas, para começar, as lojas online criadas desta forma serão mais do que suficientes.

Tratada a parte do design e textos, falta uma componente importante da sua loja online, que funciona nos bastidores: os meios de pagamento. Os website builders mencionados acima têm parcerias com empresas que processam pagamentos e que lhe permitem aceitar cartões de crédito, Paypal e muitas outras formas. Estas empresas, como a Stripe ou a Square, dedicam-se exclusivamente a tramitar transferências, e cobram uma comissão por cada transação. Existem também soluções portuguesas, como a EasyPay, que estão mais familiarizadas com o mercado português.

De qualquer forma, para aceitar pagamentos por cartão de crédito na sua loja online precisará sempre de uma third-party que trate do processamento dos pagamento, tal como acontece no  comércio físico. Para simplificar, utilize as soluções standard embutidas na plataforma em que criou o site.

3# Mantenha uma presença ativa nas redes sociais

Se gere um comércio local, sabe que já não basta ter uma página no Facebook. Este espaço deve ser utilizado de forma pensada para ser uma ferramenta de marketing eficaz. Aqui ficam algumas dicas para o fazer:

  • Atualize a página regularmente para chegar aos clientes potenciais.
  • Estude a concorrência: o que publicam? Com que frequência? Qual a reação dos clientes?
  • Responda rapidamente aos clientes que interagem com as suas publicações. Esteja atento e estabeleça um diálogo relevante.
  • Evite restringir a sua atividade no Facebook apenas à promoção e vendas dos seus produtos / serviços. Procure partilhar conteúdos que acrescentam valor ao cliente e que respondem às suas necessidades, como guias ou artigos que mostram a sua experiência e visão.
  • Cuide o aspeto visual da sua presença nas redes sociais. Não partilhe apenas texto, escolha imagens coerentes com a sua marca, publique vídeos e infografias para manter a relevância do conteúdo.
  • Aprenda a lidar com críticas negativas. Melhor, inspire-se nelas. Envie mensagens privadas a clientes insatisfeitos e utilize o feedback para melhorar.

4# Crie uma presença no maior marketplace do país

Um marketplace é um shopping comercial digital, um site onde os clientes encontram diferentes marcas. É o caso do OLX, o maior marketplace do país, com mais de 80.000 clientes diários.

Registar a sua empresa no OLX é fácil e não tem custos. Estas são as vantagens:

  • Personalização da sua loja online – Para causar uma excelente primeira impressão, transmitir confiança aos clientes e destacar o seu negócio de forma profissional, pode criar uma página personalizada para a sua marca no OLX. Tudo isto sem necessitar de saber programar.
  • Sem comissões sobre as vendas – Não existe qualquer tipo de custos sobre cada venda que faça através da sua loja online.
  • Sincronize os seus produtos com o OLX – Publique na sua loja online e tenha os seus anúncios visíveis também no OLX e outros canais de venda.
  • Envios sem sair de casa – O OLX, em parceria com os CTT Expresso, lançou uma nova solução de entregas dedicada exclusivamente a clientes empresariais. Um dos objetivos da parceria é exatamente promover a automatização de processos logísticos. Com esta solução, toda a informação sobre os envios passa a estar disponível num único local, os envios são feitos sem sair de casa e a faturação é realizada ao final do mês de forma agregada.

OLX Pro: tire partido do maior marketplace português

O OLX é o parceiro digital das empresas que querem vender mais online, com menos burocracia. Para começar, basta preencher este formulário.


Partilhe este artigo nas suas redes:

Próximas leituras:

Deixe um comentário